Atraso de voos: o que fazer

Atraso de Voos - Dicas de ViagemO atraso de voos não é algo incomum em decorrência da complexidade da malha aeroviária (sujeita a condições climáticas, da tripulação, das aeronaves, dos aeroportos etc), mas devemos estar atentos aos nossos direitos para minimizar os prejuízos.

Como reduzir os prejuízos?

Imprevistos acontecem! Contudo, podemos reduzir as chances de um eventual atraso ou modificação implicar em maiores prejuízos:

  • Evite dois meios de transporte diferentes em sequência (ex: ônibus ou trem). Se for necessário, garanta um intervalo entre os deslocamentos e/ou uma alternativa em caso de imprevistos. Tenha sempre em mãos o telefone das empresas envolvidas nos transportes para um contato ágil, caso seja preciso.
  • Evite múltiplas conexões/conexões com horários próximos, sobretudo que não façam parte do mesmo bilhete aéreo (ex: a conexão não é atrelada a um só bilhete, mas a duas compras separadas, ainda que na mesma empresa).
  • Escolha companhias que possuam alternativas para o destino final, ou seja, se algo acontecer com o seu voo, outras opções podem estar disponíveis.
  • Verifique periodicamente a sua reserva, especialmente se foi feita com muita antecedência, pois alterações podem ocorrer a qualquer momento e nem sempre a companhia aérea notifica com clareza e/ou com antecedência.
  • Ao chegar ao aeroporto, esteja sempre atento a alterações no voo para ter tempo hábil para tomar as medidas cabíveis.

Quais os seus direitos?

Podem variar de acordo com o país de embarque. Segundo a Anac, a assistência a ser fornecida pela empresa aérea a partir do evento é:

  • Após 1 hora: comunicação (internet, email etc)
  • Após 2 horas: alimentação (voucher, bebidas, lanche etc)
  • Após 4 horas: acomodação ou hospedagem, incluindo o transporte para a mesma. Além disso, oferecer opções de reembolso ou reacomodação.
    • Se for na sua cidade de residência, pode ser fornecido apenas o transporte ao seu domicílio.

Alguns cartões de crédito e seguros incluem proteções contra alterações, atrasos e cancelamentos dos voos. Consulte antes da viagem seus benefícios e a documentação necessária para reivindicações.

Quais as dicas?

Antes de tudo tente conversar com os funcionários da empresa aérea em busca de uma solução amigável que atenda às suas necessidades, mesmo que não seja o originalmente planejado. Lembre-se que o mais importante é seguir a viagem e não arruiná-la. Por isso, seja razoável, sobretudo nos casos que transcendam a responsabilidade da companhia (como condições climáticas). Se não for possível, documente, sobretudo por comprovantes, os fatos ocorridos e os gastos envolvidos (nota fiscal com data e hora) para eventual solicitação de reembolso. Tenha bom senso nessas despesas por dois motivos: será mais fácil o reembolso e, se o mesmo não ocorrer, o prejuízo será menor.

Pode parecer complicado ou uma perda de tempo alguns ajustes, mas são esses cuidados que viabilizarão a tranquilidade da sua viagem. Está com dúvidas em como aplicar esses conceitos na sua viagem? Não sabe quais benefícios seus cartões ou seguros fornecem para um destino ou condição específica? Se quiser nossa ajuda para elaborar sua viagem e usufruir desses e outros benefícios, visite Roteiros Personalizados.

Gostou do post? Compartilhe!

Thiago Carvalho

Carioca, casado, 30 anos, médico, amante da natureza e apaixonado por viagem, de Itaipava no fim de semana ao Bungee Jumping na Nova Zelândia. Volta de uma viagem com o roteiro pronto para a próxima.

Você pode gostar...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

error: Reprodução ou cópia não autorizada!