Serra Gaúcha: Visita ao Templo Budista Chagdud Gonpa Khadro Ling

Conforme explicamos no post da Serra Gaúcha, no caminho para Gramado via Taquara, a partir de Porto Alegre, fica uma pequena cidade chamada Três Coroas que abriga um belíssimo templo budista tibetano – o Templo Chagdud Gonpa Khadro Ling.

Como chegar no Templo?
O templo fica na cidade de Três Coroas, a 25km (30 minutos) de Gramado. Como fica na estrada para Porto Alegre, se possível, passe na ida ou na volta, para ganhar o tempo de deslocamento (1h ida e volta). Chegando à Três Coroas, ainda na estrada, siga as placas. Em suma, conforme orientações do próprio site do templo e considerando a chegada a partir de Porto Alegre, dobre à direita no primeiro trevo de Três Coroas e siga para o bairro Águas Brancas. Continue por 7km em uma estrada de terra, sempre virando à esquerda nas bifurcações.

Quando visitar o Templo?
Os horários e dias de visitação podem ser conferidos no site do templo. O templo possui algumas áreas abertas e, portanto, um dia chuvoso pode atrapalhar a visita!

Quanto tempo reservar para a visita ao Templo?
Dependerá de cada um, mas entre 1h30 e 2h.

Localizado no alto de uma montanha, com uma vista cinematográfica para o vale, é um centro de retiro e meditação, voltado para a prática do budismo tibetano, onde vivem cerca de 50 pessoas. A visitação a grande parte do complexo é livre e gratuita (é mantido com doações voluntárias!), exigindo-se apenas o respeito e o silêncio. As fotografias são permitidas na área externa e proibidas dentro do templo! A experiência é mágica, única, incrível e diferente: permite conhecer um pouco dessa religião (ou filosofia!) milenar.

Khadro Ling significa morada das dançarinas do céu, e as cores e detalhes de cada ornamento possuem um significado particular. O templo, chamado de la kang, possui murais, estátuas e trechos da história do Buda Shakiamuni. Para ingressar, deve-se retirar os sapatos e deixá-los na porta. À esquerda ficam as Estupas (representam as qualidades da mente iluminada), as Rodas de Oração (cilindros com mantras que giram e espalham bênçãos pela região) e as estátuas do Buda Akshobia e do Guru Rinpoche.

Templo Budista - Gramado - Serra GauchaÁrea das moradias

Templo Budista - Gramado - Serra GauchaBuda Akshobia

Templo Budista - Gramado - Serra GauchaGuru Rinpoche

Templo Budista - Gramado - Serra GauchaTemplo la kang

Templo Budista - Gramado - Serra GauchaDentro desse prédio amarelo, ficam as Rodas de Oração

Templo Budista - Gramado - Serra GauchaEstupas

Templo Budista - Gramado - Serra GauchaCuidado com os pequenos seres vivos, representado neste objeto para proteger o trajeto das formigas

Templo Budista - Gramado - Serra GauchaBela vista do vale

Templo Budista - Gramado - Serra GauchaBela vista do vale

Não há lanchonete, apenas uma loja com alguns produtos e livros relacionados ao budismo, onde são vendidas bebidas.

Para ver mais dicas, passeios, cidades e atrações da Serra Gaúcha, clique aqui.

Silvia Carvalho

Carioca, casada, 32 anos, médica, sempre com uma máquina fotográfica na bolsa, apaixonada por viajar e degustar as comidas típicas locais.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

error: Alerta: Copia nao autorizada!