Por castelos, penhascos, planícies e florestas no interior da Irlanda

Conforme explicado no post sobre a Irlanda, estivemos nesse belo país em março de 2015, durante uma viagem por toda a ilha e Reino Unido. Nosso ponto de partida no interior da Irlanda foi a pequena cidade de Sligo, após percorrer a deslumbrante Coastal Causeway na Irlanda do Norte. Antes de descrevermos nosso roteiro, vale pontuar algumas questões.

Qual a melhor época para visitar o interior da Irlanda?

É possível visitar durante o ano todo, mas se puder escolher, considere ir entre abril e setembro, quando a temperatura é mais amena, as chances de chuva são menores, os dias mais longos e as paisagens mais floridas.

Quanto tempo para visitar o interior da Irlanda?

Embora a distância entre dois pontos não seja grande, percorrer múltiplas cidades demanda tempo e um grande deslocamento. Nossa viagem começou no aeroporto de Dublin, passando por Belfast e a Coastal Causeway, no norte da Irlanda do Norte, descendo pela costa oeste via Sligo até Killarney, indo para leste até Cork e retornando até Dublin com uma parada em Kilkenny.

O trajeto, apenas na Irlanda entre Sligo e Dublin, somou 1000 km em três dias completos. Foi cansativo, acordamos cedo, dirigimos à noite, mas valeu muito! Recomendamos, para ficar mais tranquilo, sobretudo o deslocamento de carro e a visita à Galway e Cork, pelo menos quatro e, idealmente, cinco dias completos.

Como fazer o interior da Irlanda?

Existem duas opções:

  • Carro: opção interessante (e econômica!) não apenas para os que irão percorrer as Irlandas, mas também para maior flexibilidade no bate e volta. Essa foi nossa opção! A maior dificuldade é a mão inglesa! O início demandou uma pequena adaptação, mas nada demais. O custo foi um dos mais baixos que já tivemos em qualquer lugar do mundo (tanto de combustível quanto de locação) por um excelente carro (VW Jetta).
Carro - Aluguel - Irlanda
  • Passeios (+/- trem ou ônibus): existem empresas de turismo tanto em Dublin, como nas principais cidades do interior (Cork, Galway e Killarney) que oferecem passeios para as atrações do interior da Irlanda ou nos arredores da cidade, já que alguns pontos não são acessíveis de trem ou mesmo de ônibus comum. Dessa forma, pode-se fazer um bate e volta a partir da capital irlandesa ou se deslocar de trem entre as principais cidades e contratar passeios em agências locais.

Onde ficar no interior da Irlanda?

As opções são inúmeras e devem levar em conta seu trajeto programado, mas o mais comum é se hospedar em cidades estratégicas tanto por sua posição como por seus pontos turísticos. Alguns hotéis não possuem estacionamento, mas as cidades contam com grandes estacionamentos públicos de baixo custo e geralmente próximos aos hotéis. Portanto, sugerimos:

Galway

Existem diversos hotéis (veja todos aqui): por questões logísticas não ficamos hospedados (e nos arrependemos!), mas o ideal é ficar no centro histórico, onde estão as principais atrações. Sugerimos os quatro estrelas Jury’s Inn, The House Hotel, Harbour Hotel e Park House Hotel.

Killarney

Existem diversos hotéis (veja todos aqui). Ficamos hospedados no Royal Hotel. Amamos! O atendimento foi excepcional e o quarto e banheiro eram imensos e super confortáveis. Outras sugestões bem centrais são o cinco estrelas Park Hotel, os quatro estrelas The Ross e International Hotel. Se estiver procurando um hotel mais afastado para desfrutar de muito sossego e alto luxo, as alternativas são: os cinco estrelas The Europe Hotel & Resort e  Muckross Park Hotel & Spa ou os quatro estrelas The Lake HotelLoch Lein Country House ou.

Cork

Existem diferentes opções (veja todos aqui): Ficamos hospedados no Jury’s Inn. Essa cadeia é famosa na Irlanda e super recomendamos. Possui um ótimo custo-benefício, com quartos confortáveis, ótimo atendimento e localização! Não tinha estacionamento, mas tem um edifício garagem bem próximo ou é possível parar na rua! Outras sugestões, também centrais quatro estrelas Clayton Hotel & Health Club Cork CityLancaster LodgeThe River Lee Hotel e o três estrelas Hotel Isaacs Cork.

Nosso Roteiro de Viagem

Como dissemos, nossa viagem foi extensa, saíamos cedo todos os dias e chegávamos tarde no hotel. Além disso, iniciamos a Irlanda em Sligo, a apenas 140km do primeiro ponto, após visitarmos a Irlanda do Norte. Se vier de Dublin, são 200km a mais. Distribuímos nossos dias da seguinte forma (clique nos links para detalhes e fotos de cada um dos dias):

O que teríamos feito diferente se tivéssemos mais tempo?

Aumentaríamos o tempo em Galway e Cork para uma visita com mais calma, permitindo desfrutar das duas cidades, além dos pontos turísticos!

Gostou do roteiro e das dicas? Faça suas reservas pelas caixas de pesquisa na lateral, nos links ao longo do post ou clique para reservas de hospedagem no Booking. Você não paga nada a mais por isso e nos ajuda a manter o site. Obrigado!

Thiago Carvalho

Carioca, casado, 32 anos, médico, amante da natureza e apaixonado por viagem, de Itaipava no fim de semana ao Bungee Jumping na Nova Zelândia. Volta de uma viagem com o roteiro pronto para a próxima.

2 Resultados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

error: Alerta: Conteúdo Protegido!