Detalhando as atrações e cachoeiras da Chapada dos Veadeiros

Após detalharmos tudo – onde comer, onde ficar, o que levar, como chegar, quando ir, o que fazer em cada dia – sobre a Chapada dos Veadeiros aqui, decidimos escrever um post com muitas fotos e as informações principais sobre os atrativos e as cachoeiras. A ordem é a mesma do roteiro sugerido no outro post! Dentre as que não fizemos, mas recomendamos está o Mirante da Janela.

Cachoeira dos Cristais (site oficial)
Essa pequena joia bem próxima do centro de Alto Paraíso vale uma visita. Além de facilmente acessível e com boa infraestrutura, possui poços que permitem o acesso e o banho para pessoas de todas as faixas etárias, sendo uma ótima opção para famílias!

  • Localização: 8 km de Alto Paraíso no sentido Cavalcante, sendo 5 km de asfalto e 3 km de terra.
  • Trilha e cachoeiras: quase 1 km por um complexo de 7 quedas, sendo a última a mais bonita de todas. É uma caminhada fácil e curta, sendo sugerido ir até a última e parar nas demais na volta.
  • Infraestrutura: presente na entrada.

Cachoeira dos Cristais - Chapada dos VeadeirosBela vista da vegetação intocada

Cachoeira dos Cristais - Chapada dos VeadeirosUma das 7 quedas e poços

Cachoeira dos Cristais - Chapada dos VeadeirosÚltima queda – Véu da Noiva

Complexo Santa Bárbara
Certamente a mais famosa e a mais bonita cachoeira da Chapada é a Santa Bárbara, pelo belíssimo tom azul de seu poço. No entanto, em nossa opinião, pela dificuldade para chegar, maior número de turistas e a distância de todas as demais, ficando localizada em uma cidade com péssima infraestrutura, não foi a que mais gostamos ou nos divertimos!

  • Localização: quase 25 km de estrada de terra a partir do centro de Cavalcante. Não deixe de parar no Mirante Aurora. No complexo existem três cachoeiras acessíveis por pequenos trajetos de uma estrada de terra muito ruim, sendo a mais famosa a Santa Bárbara. No entanto, recomendamos visitar a Capivara e, se tiver tempo (e preparo físico!), a Candaru!
  • Trilha:
    • Santa Bárbara: varia de acordo com o período, sendo no mínimo 2km no período da seca e até 10km no período das chuvas, quando é possível fazer parte desse trajeto com um transporte contratado a parte. A trilha é fácil de ser percorrida, embora o trajeto no período das chuvas seja totalmente aberto e, portanto, mais cansativo pelo clima seco e quente, já que não é possível ir de carro até a parte final da trilha!
      Atenção: Há limite de visitantes (e tempo de permanência) em alta temporada. Portanto se for nesse período, chegue bem cedo!
    • Capivara: pouco menos de 2 km, com uma pequena dificuldade no final pela presença de uma maior descida entre pedras.
    • Candaru: cerca de 4 km em trilha fechada, sinuosa e íngreme. Optamos por conhecê-la, pois já estava tarde quando saímos da Capivara e não seria possível conhecer mais nenhuma naquele dia. Contudo, foi bem cansativo e não tivemos tempo para mergulhar, pois já era tarde quando chegamos!
  • Infraestrutura: ausente.
  • Guia: obrigatório, podendo ser contratado no CAT (Centro de Atendimento ao Turista) na entrada de Cavalcante ou na entrada do Quilombo Kalunga. O valor é fixo pelo dia, incluindo todo o complexo!

Santa Barbara - Chapada dos VeadeirosEstrada de terra – trajeto inicial de fácil percurso!

Santa Barbara - Chapada dos VeadeirosMirante Aurora – vale a parada!

Santa Barbara - Chapada dos VeadeirosTrajeto percorrido a pé no período de chuvas

Santa Barbara - Chapada dos VeadeirosCachoeira Santa Barbinha, no caminho para a Santa Bárbara

Santa Barbara - Chapada dos VeadeirosCachoeira Santa Bárbara

Santa Barbara - Chapada dos VeadeirosCachoeira Santa Bárbara

Capivara - Chapada dos VeadeirosCapivara – chegada por cima

Capivara - Chapada dos VeadeirosChegada à Capivara

Candaru - Chapada dos VeadeirosCachoeira Candaru

Cachoeira Loquinhas (site oficial)
Depois da Santa Bárbara, é uma das mais famosas pelos belíssimos poços com vários tons de azul. Infelizmente havia chovido pouco na época das chuvas e as cascatas estavam com volume menor de água e, assim, os poços não estavam tão transparentes. A grande vantagem é a facilidade de acesso pela trilha!

  • Localização: 3 km de estrada de terra a partir do centro de Alto Paraíso.
  • Trilha: existem duas trilhas suspensas (Loquinhas e Violeta) facilmente percorridas, cada uma com cerca de 2 km.
  • Infraestrutura: presente na entrada.

Loquinhas - Chapada dos VeadeirosFilete de água escorrendo com poço de água totalmente parada

Loquinhas - Chapada dos VeadeirosPoço na trilha Loquinhas

Complexo São Bento
Esse complexo localizado na fazenda homônima é imperdível! Com três cachoeiras distintas, é um excelente local para mergulhar e se divertir por horas. Foi um de nossos favoritos! Recomendamos deixar São Bento por último pelo acesso mais fácil.

  • Localização e Trilhas: localizado a 9 km de Alto Paraíso no sentido São Jorge por estrada de asfalto, sendo o trajeto de terra e trilha dentro da propriedade:
    • São Bento: facilmente acessível por uma trilha plana e urbanizada. Com uma queda de aproximadamente 8 metros, possui um enorme poço, sendo a mais indicada para famílias.
    • Almécegas I: pouco mais de 3 km de estrada de terra e quase 1 km de trilha acidentada. Certamente a mais bonita, com uma imensa queda de quase 50 metros. Não deixe de ir até o mirante!
    • Almécegas II: 2 km adiante da Almécegas I, seguida de fácil trilha (menos de 500 metros).
  • Infraestrutura: simples, na entrada da fazenda.

Almecegas I - Chapada dos VeadeirosAlmécegas I

Almecegas I - Chapada dos VeadeirosAlmécegas I – Vista do Mirante

Almecegas II - Chapada dos VeadeirosAlmécegas II

Almecegas II - Chapada dos VeadeirosAlmécegas II – Vista do Poço

Almecegas II - Chapada dos VeadeirosAlmécegas II – massagem!

Sao Bento - Chapada dos VeadeirosSão Bento

Jardins de Maitreya
Maitreya, segundo o budismo, é o próximo buda. Essa bela área verde na Chapada dos Veadeiros recebeu esse nome por ser considerada mística, detentora de uma energia especial. Vale uma parada no acostamento para deslumbrar o final da tarde e, se tiver sorte, o pôr do sol!

  • Localização: no trajeto entre Alto Paraíso e São Jorge (margem direita da rodovia).
  • Trilha: não há! É um local de contemplação.

Jardim de Maytrea - Chapada dos Veadeiros

Parque Nacional (site oficial)
O Parque Nacional da Chapada dos Veadeiros tem entrada gratuita e funciona o ano inteiro, salvo às segundas-feiras (exceto feriados e férias escolares). Logo ao chegar o visitante é recebido pelos guardas florestais e encaminhado para uma sala onde um curto vídeo explica um pouco da história do parque criado em 1961 e sobre as possibilidades de trilhas. Todas as trilhas são bem sinalizadas com marcações coloridas nas pedras, tornando o deslocamento pelo parque bem simples e seguro. Imperdível visitá-lo!

Atenção: o estacionamento para o parque fica lotado em alta temporada, quando existe um limite máximo de visitantes por trilha! Portanto, chegue cedo.

  • Localização: a 1 km do centro de São Jorge por uma estrada de terra.
  • Infraestrutura: apenas na entrada do parque.

Parque Nacional - Chapada dos VeadeirosEntrada do Parque

Trilha dos Saltos e Corredeiras
São 11 km, incluindo a passagem pelos dois atrativos. A primeira metade, até os Saltos, é mais pesada, com subidas e descidas bem íngremes. Já o trecho de acesso e retorno às corredeiras é bem plano, embora longo. É possível fazer apenas um dos atrativos.

Fomos bem cedinho, então foi possível percorrer toda a trilha dos Saltos sem outros visitantes, inclusive durante o mergulho no poço do Salto de 80 metros. A sensação de contato com a natureza foi indescritível, semelhante a que sentimos no Torres del Paine!

Trilha dos Saltos - Parque Nacional - Chapada dos VeadeirosTrilha para Saltos – no meio do cerrado!

Trilha dos Saltos - Parque Nacional - Chapada dos VeadeirosBelíssima vista na trilha para Saltos

Saltos - Parque Nacional - Chapada dos VeadeirosSaltos 120 metros

Salto 80 m - Parque Nacional - Chapada dos VeadeirosPoço do Salto de 80 metros

Salto 80 m - Parque Nacional - Chapada dos VeadeirosSalto de 80 metros

Salto 80 m - Parque Nacional - Chapada dos VeadeirosPequena praia formada no poço do Salto de 80 metros

Corredeiras - Parque Nacional - Chapada dos VeadeirosCorredeiras

Corredeiras - Parque Nacional - Chapada dos VeadeirosCorredeiras

Corredeiras - Parque Nacional - Chapada dos VeadeirosCorredeiras e suas hidromassagens naturais

Trilha dos Cânions e Carioquinhas
São 12 km de trilha plana, mas acidentada. Após cerca de 5 km, se divide para o Cânion II (a trilha para o I está fechada, pois uma espécie rara e em extinção de pato fez seu ninho na região!) e para Carioquinhas. A maior dificuldade é a descida final em meio a muitas pedras para a base das Carioquinhas, mas vale o esforço!

Trilha do Canyon 2 - Parque Nacional - Chapada dos VeadeirosTrilha

Canyon 2 - Parque Nacional - Chapada dos VeadeirosCânion II

Canyon 2 - Parque Nacional - Chapada dos VeadeirosCânion II

Carioquinhas - Parque Nacional - Chapada dos VeadeirosCarioquinhas

Carioquinhas - Parque Nacional - Chapada dos VeadeirosCarioquinhas

Carioquinhas - Parque Nacional - Chapada dos VeadeirosFinalizando o dia com mais uma massagem relaxante na Carioquinhas

Vale da Lua
O grande diferencial nesta atração é a paisagem, embora existam, sobretudo na época de chuvas, poços e pequenas cachoeiras. Como o próprio nome faz referência, as pedras que formam essa região lembram o solo lunar pelas grandes crateras e coloração cinza. A visita é rápida e imperdível, sendo uma ótima pedida para encaixar após o parque!

  • Localização: a 10 km de São Jorge no sentido Alto Paraíso, sendo 4 km de terra batida.
  • Trilha: aproximadamente 1 km facilmente percorrido.
  • Infraestrutura: simples na entrada.

Vale da Lua - Chapada dos Veadeiros

Vale da Lua - Chapada dos VeadeirosFormações rochosas que lembram o solo lunar

Vale da Lua - Chapada dos VeadeirosPequenos poços para banho

Morada do Sol
Uma excelente opção para um mergulho tranquilo em águas cristalinas e rasas, sem grande concentração de turistas e com uma excelente hidromassagem natural.

  • Localização: aproximadamente 6 km a partir de São Jorge em estrada de terra com boas condições no sentido Colinas do Sul.
  • Trilha: pouco menos de 2 km, com um pequeno trecho de maior desnível, mas sem grande dificuldade.
  • Infraestrutura: nenhuma.

Morada do Sol - Chapada dos VeadeirosMorada do Sol

Morada do Sol - Chapada dos VeadeirosMorada do Sol

Morada do Sol - Chapada dos VeadeirosMais uma massagem!

Encontro das Águas
Uma agradável surpresa. Como percorremos as trilhas do parque em muito menos tempo do que o previsto, foi possível encaixar um outro atrativo que valeu demais. Além de totalmente diferente dos anteriores, a cor dos rios e o visual é de tirar o fôlego, sem falar na possibilidade de mergulhar no rio Tocantinzinho, em total contato com a natureza, em um local deslumbrante e pouco visitado!

  • Localização: a 20 km de São Jorge na direção de Colinas do Sul, sendo 14 km em estrada de terra em boas condições e 6 km em péssimas condições, incluindo passagem por riachos, buracos, mata-burros e subidas. Definitivamente não recomendado na época de chuvas.
  • Trilha: 1,5 km em sua maior parte plana e pouco acidentada, mas com um trajeto íngreme na descida para o local do encontro e para a praia. Sem grande dificuldade!
  • Infraestrutura: simples na entrada.

Encontro dos Rios - Chapada dos VeadeirosRio Tocantinzinho

Encontro dos Rios - Chapada dos VeadeirosEncontro dos Rios Tocantinzinho e São Miguel

Encontro dos Rios - Chapada dos VeadeirosPraia no Rio Tocantinzinho – margem rasa, mas fica fundo rapidamente!

Catarata dos Couros
Um espetáculo da natureza e certamente um dos melhores passeios da chapada. O volume de água das cataratas varia bastante com o período do ano. Como havia chovido pouco durante o período das chuvas, não estava muito grande, mas foi o suficiente para torná-la maravilhosa ao mesmo tempo em que permitiu mergulhar e ficar bem próximo das quedas. É uma boa opção para visitar na chegada ou no retorno para Brasília.

  • Localização: quase 60 km de Alto Paraíso no sentido Brasília, sendo 35 km em estrada de terra em boas condições, salvo os últimos quilômetros. Portanto, não recomendamos ir na época das chuvas!
    No entanto, a sinalização após a saída da rodovia não está adequada e tivemos alguns problemas para encontrar a direção correta, pois as placas foram arrancadas. Basicamente, após um assentamento, observe à sua direita um cruzamento com o que seria o suporte de uma placa e vire à direita, seguindo sempre à esquerda após esse ponto.
  • Trilha: para o percurso completo são cerca de 6 km em uma trilha acidentada, com algumas subidas e descidas, além de cruzar o rio algumas vezes. Fizemos apenas uma parte do trajeto, pois acabamos perdendo a hora na primeira queda. Fica a recomendação de ir até o final (São Vicente e Parafuso, ambas mais grandiosas!) e mergulhar na volta!
  • Infraestrutura: mínima na entrada.
  • Guia: pelos motivos acima, considere contratar em baixa temporada se deseja evitar possíveis transtornos.

Trilha para a Catarata dos Couros

Catarata dos Couros - Chapada dos VeadeirosCatarata dos Couros – 1ª queda (Muralha)

Catarata dos Couros - Chapada dos VeadeirosCachoeira da Muralha

Catarata dos Couros - Chapada dos VeadeirosÁgua transparente nas piscinas formadas

Gostou do roteiro e das dicas? Faça suas reservas pelas caixas de pesquisa na lateral, nos links ao longo do post ou clique para reservas de hospedagem no Booking ou aluguel de carros no RentalCars. Você não paga nada a mais por isso e nos ajuda a manter o site. Obrigado!


Precisa de orientação para montar um roteiro inesquecível pela Chapada dos Veadeiros? Quer ajuda em reservas de hotéis, passagens de avião, ônibus ou aluguel de carros? Quer montar um roteiro 100% personalizado e tornar sua viagem inesquecível? Visite nossa página de Roteiros Personalizados ou deixe sua mensagem abaixo.

Gostou do post? Compartilhe!

Thiago Carvalho

Carioca, casado, 30 anos, médico, amante da natureza e apaixonado por viagem, de Itaipava no fim de semana ao Bungee Jumping na Nova Zelândia. Volta de uma viagem com o roteiro pronto para a próxima.

Você pode gostar...

10 Resultados

  1. Marthon Livramento disse:

    A chapada é muito top!!
    Revivi minha ida para lá em 2014 lendo seu post!!
    As fotos estão ótimas!!

  2. Sou suspeita de falar em cachoeira, particularmente adoro águas geladinhas hehe.. quero mto conhecer a cachoeira Santa Bárbara, como vc falou além do difícil acesso é lotado de turistas. Vou tentar me programar ir fora de temporada. Muito boas dicas e lindas fotos das cachus, adoreii abraços

  3. Livia Zanon disse:

    Quanta natureza hein!! Belissimo post, arrasaram! Fiquei com vontade de conhecer a Chapada dos Veadeiros 😀

  4. nicole disse:

    mais alguma coisa sobre a chapada, eu tenho um ataque! hahahaha… quero muito muito muito ir pra la, esse post foi excelente e certamente vou voltar aqui!!! adorei!!!!!

  5. Rayane disse:

    Ah minha Chapada linda! Dois lugares que amo de paixão em São Jorge: Almécegas e Vale da Lua. Ainda bem que vocês foram. Adorei as fotos e deu para ver que vocês se divertiram super no meu cerrado! Beijão!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

error: Reprodução ou cópia não autorizada!