A charmosa e antiga Stavanger, base para a incrível Pulpit Rock

Conforme explicado no post sobre a Noruega e dos Fiordes, Stavanger, a terceira maior cidade do país com aproximadamente 150 mil habitantes, foi um dos destinos que visitamos durante a viagem pela Escandinávia. O norueguês é o idioma oficial, embora a maioria da população fale inglês.

Com relato de ocupações que datam mais de 10 mil anos, a cidade foi fundada apenas em 1125 sob forte influência da Igreja Católica – sua fundação coincide com a conclusão da catedral. No entanto, perdeu espaço no século XVI com a Reforma Protestante até que a pesca deu um novo ar à cidade, com grande expansão nos séculos XVIII e XIX, renovada no século XX com a indústria do petróleo, principal atividade econômica até os dias atuais. É considerada importante centro comercial da Noruega, além de desfrutar de baixíssimas taxas de desemprego, alta qualidade das instituições de ensino e um dos maiores custos de vida da Europa.

Qual a melhor época para visitar Stavanger?
É uma cidade com clima oceânico, temperatura média baixa no inverno (abaixo de zero grau), poucas horas de sol e grande chance de neve, além de não ser possível a visita à Pulpit Rock. Portanto, programe-se para ir entre maio e início de setembro, sobretudo junho a agosto, quando as temperaturas são amenas (entre 6ºC e 15ºC em maio e setembro e 9ºC e 18ºC entre junho e agosto) e os dias bem longos. Visitamos em maio de 2017, quando aproveitamos um longo e lindo dia.

Quanto tempo ficar em Stavanger?
A cidade é a principal porta de entrada e base para visitar a famosa Pulpit Rock (Preikestolen em norueguês). Por isso, recomendamos pelo menos um dia inteiro para conhecê-la pela manhã, com o final da tarde livre para visitar o compacto centro histórico.

Como chegar em Stavanger?
Existem quatro opções principais:

  • Avião: uma boa opção para economizar tempo no deslocamento interno. O aeroporto está localizado a 14 km do centro histórico e conta com uma linha expressa de ônibus executivo para o translado (Airport Express Coach).
  • Barco: uma alternativa diferente e confortável para os viajantes que vêm da Dinamarca ou de Bergen. Como o porto fica distante do centro histórico (16 km), sugerimos adquirir o translado oferecido pela própria empresa (Fjordline) que faz a viagem. Foi o que fizemos quando partimos para Bergen.
  • Carro: excelente opção se deseja conhecer as paisagens do interior da Noruega, mas vale ressaltar que o deslocamento nessa região implica algumas balsas e estradas com limites de velocidade mais baixos que o habitual e, portanto, exige mais tempo disponível.
  • Trem: pode ser uma alternativa dependendo da sua origem, mas não é a mais recomendada.

Onde se hospedar em Stavanger?
Se estiver chegando e/ou saindo da cidade de barco ou avião, a região próxima à estação de ônibus no centro é uma ótima alternativa para hospedagem, permitindo realizar o deslocamento a pé pela cidade, além de facilitar e baratear a chegada e partida através dos ônibus executivos. Justamente por isso, escolhemos o Scandic Park, pertencente à uma ótima rede hoteleira escandinava. Os quartos são novos, limpos e confortáveis e o café da manhã é excelente. É uma ótima rede, considerando os altos preços para hospedagem na Escandinávia.

A cidade possui diversos hotéis (veja todos aqui). Outras sugestões na região são Radisson Blu Atlantic HotelRadisson Blu Royal Hotel, Clarion Hotel, Comfort Hotel SquareThon Hotel Maritim. Um pouco mais distante da estação recomendamos Thon HotelMyhregaarden HotelScandic City.

O Roteiro
Montamos um roteiro de um dia inteiro, considerando a chegada no dia anterior e a partida no dia seguinte, o que permite a visita à Pulpit Rock (Preikestolen) na manhã (veja mais informações aqui) e ao centro no final da tarde. Após o maravilhoso passeio (veja aqui), aproveite o resto do dia para conhecer o pequeno, mas agradável, centro histórico de Stavanger. Bem próximo ao porto central está o Norsk Oljemuseum (ou Museu do Petróleo).

Museu - Stavanger - Noruega

Vire à esquerda na Kjeringholmssmauet e siga até a Øvre Holmegate, uma rua de pedestres com casas coloridas e repleta de bares e restaurantes, conhecida como a Notting Hill de Stavanger.

Ovre Homelgate - Stavanger - NoruegaØvre Holmegate

Ovre Homelgate - Stavanger - NoruegaTransversal da Øvre Holmegate

Continue mais adiante e vire novamente à esquerda para subir a pequena colina para uma bela vista da cidade e da Valbergjet, torre de observação construída em meados do século XIX para os guardas da cidade. Funciona atualmente como museu e ponto de observação da cidade!

Valbergtarnet - Stavanger - Noruega

Atrás está a Skagenkaien que forma uma pequena baía onde estão mais algumas opções de bares e restaurantes em coloridas casas típicas, com o Fisketorget (ou Mercado de Peixes) em uma das pontas, bem ao lado do Museu Marítimo de Stavanger.

Stavanger - NoruegaSkagenkaien

Fish Torget - Stavanger - NoruegaMercado de Peixes

Museu Maritimo - Stavanger - NoruegaMuseu Marítimo

Bem atrás está a Gamle Stavanger (ou cidade velha), com inúmeras casas erguidas nos séculos XVIII e XIX e perfeitamente conservadas.

Gamle - Stavanger - Noruega

Retorne ao Mercado de Peixes para conhecer o agradável Byparken, um parque com um imenso lago no centro, bem ao lado da Katedralskole (ou Catedral de Stavanger). Considerada a mais antiga da Noruega, teve sua construção iniciada por volta dos anos 1100 em estilo romanesco, sendo posteriormente modificada para gótico após o incêndio de 1272. No século XIX passou por um remodelamento, perdendo parte de seu estilo medieval.

Byparken - Stavanger - NoruegaByparken

Catedral - Stavanger - NoruegaCatedral

Feche o dia com um bom jantar nas inúmeras opções da cidade e recupere as energias do longo e cansativo dia. Experimentamos (e amamos!) o excelente Bevaremegvel (Skagen 12). Pedimos de entrada bolinhos de caranguejo e tartar de carne, seguido de truta com batatas, beterraba e salada e bacalhau com legumes,  purê de batatas e ovas de peixe. Cabe lembrar que a truta norueguesa parece um salmão e o bacalhau servido na Noruega é fresco e, portanto, totalmente diferente do brasileiro! Não deixe de experimentar.

Bevaremegvel - Stavanger - NoruegaBevaremegvel

Bevaremegvel - Stavanger - NoruegaBolinhos de caranguejo

Bevaremegvel - Stavanger - NoruegaTartar de carne

Bevaremegvel - Stavanger - NoruegaTruta com legumes

Bevaremegvel - Stavanger - NoruegaBacalhau com ovas de peixe e legumes

De sobremesa fomos em uma delicatessen (Deli de Luca) para provar a nhá benta norueguesa. Estava gostosa, mas nada de muito diferente da que comemos no Brasil.

Nha Benta - Stavanger - Noruega

Gostou do roteiro e das dicas? Faça suas reservas pelas caixas de pesquisa na lateral, nos links ao longo do post ou clique para reservas de hospedagem no Booking ou aluguel de carros no RentalCars. Você não paga nada a mais por isso e nos ajuda a manter o site. Obrigado!


Precisa de orientação para montar um roteiro inesquecível pela Noruega? Quer ajuda em reservas de hotéis, aluguel de carros, passagens de avião, ônibus ou trem? Quer montar um roteiro 100% personalizado e tornar sua viagem inesquecível? Visite nossa página de Roteiros Personalizados ou deixe sua mensagem abaixo.

Thiago Carvalho

Carioca, casado, 31 anos, médico, amante da natureza e apaixonado por viagem, de Itaipava no fim de semana ao Bungee Jumping na Nova Zelândia. Volta de uma viagem com o roteiro pronto para a próxima.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

error: Reprodução ou cópia não autorizada!