A imponente e europeia São Petersburgo

Conforme explicado no post sobre a Rússia, durante nossa viagem ao país visitamos São Petersburgo (já chamada de Petrogrado e Leningrado), a segunda maior cidade russa, com uma população de mais de 5 milhões de habitantes. O russo é o idioma oficial e a maioria da população não fala inglês ou não deseja falar, embora seja mais frequente e fácil se comunicar em inglês do que em Moscou. No entanto, não se desespere, é possível viajar sem dificuldades e sem guia e detalharemos as dicas de como fizemos.

A cidade foi fundada por Pedro, “o Grande”, em 1703, com o objetivo de melhorar o acesso marítimo para o comércio com a Europa e modernizar a Rússia. O marco zero foi a Fortaleza de São Pedro e São Paulo, às margens do rio Neva, e alguns anos mais tarde, em 1712, tornou-se capital do país. O estilo de construção da cidade varia do barroco, como no Palácio de Inverno (atual Hermitage), ao neoclássico, como na Catedral de Kazan. O desenvolvimento econômico foi significativo durante o século XIX e a cidade tornou-se um dos principais centros industriais do continente.

Com a Revolução Bolchevique, a capital foi transferida novamente para Moscou, muitos imóveis e pequenos palácios transformaram-se em residências comunitárias (kommunalkas) e a cidade sofreu um período de estagnação, agravado na 2ª Guerra Mundial com o maior, mais longo e mais destrutivo cerco da história moderna, com duração de dois anos e meio e resultando na morte de mais de um milhão de civis, sobretudo pela fome. Os cinquenta anos seguintes não trouxeram melhora das condições econômicas e sociais, mesmo com o fim da União Soviética.

A recuperação ocorreu apenas nos últimos 10 anos e o maior desafio vem sendo a preservação do patrimônio histórico no processo de modernização da cidade. Contudo, certamente permanece como principal centro cultural do país e um dos destinos mais visitados.

Qual a melhor época para visitar São Petersburgo?
É uma cidade com clima continental úmido, com temperatura média muito baixa no inverno (-4ºC), poucas horas de sol e grande chance de neve. Portanto, programe-se para ir entre maio e setembro, sobretudo junho a agosto, quando as temperaturas são mais amenas (entre 7ºC e 16ºC em maio e setembro e 12ºC e 23ºC entre junho e agosto) e os dias bem longos. Visitamos por quatro dias no início de agosto de 2017, quando desfrutamos de belos, quentes e longos dias!

Quanto tempo ficar em São Petersburgo?
A cidade possui diversas atrações, incluindo o Hermitage, um dos maiores museus do mundo, e igrejas e palácios majestosos e que demandam tempo para aproveitar com calma. Além disso, as distâncias não são curtas. Portanto, sugerimos pelo menos quatro dias inteiros para conhecer a cidade.

Como chegar em São Petersburgo?
Existem quatro opções:

  • Avião: embora não existam voos diretos do Brasil para a Rússia, algumas empresas aéreas europeias voam para São Petersburgo a partir das principais capitais. O aeroporto Pulkovo está localizado a 20 km do centro da cidade e é possível fazer o translado de minivan, ônibus ou táxi/uber.
  • Barco: alternativa diferente para o deslocamento para Helsinque, capital da Finlândia.
  • Ônibus: ótima (e barata) opção para aqueles que vêm de Tallinn em uma viagem que dura cerca de 6 horas. A empresa de ônibus estoniana Lux Express é excelente! Utilizamos entre Estônia, Letônia, Lituânia e Polônia e não nos arrependemos: os ônibus são novos, confortáveis e com um sistema multimídia semelhante ao dos aviões mais modernos.
  • Trem: a melhor alternativa dependendo do local de origem, como Moscou Helsinque. Utilizamos tanto para chegar (de Moscou) quanto para partir (para Helsinque) e tudo correu muito bem. É preciso ficar atento apenas à estação correta, que varia conforme o destino: Moscou (Московский вокзал) para Moscou e Finlyandskiy (Санкт-Петербург-Финл.) para Helsinque.
    Dica: a entrada da Finlyandskiy está situada na lateral da estação de metrô Ploshchad Lenina (Площадь Ленина) e a imigração é feita antes do embarque no trem, exatamente no mesmo modelo dos aeroportos. Portanto, chegue pelo menos 1 hora antes!

Como se deslocar em São Petersburgo?
Diferentemente de Moscou, as distâncias em São Petersburgo são menores e é possível conhecer praticamente todas as atrações a pé, sem depender do transporte público caso o seu hotel esteja bem localizado. As exceções são os dois palácios localizados fora da cidade que explicaremos nos respectivos posts.

No entanto, para a chegada e partida da cidade ou para os que reservarem hotéis mais distantes, a principal dica que tivemos (e aplicamos!) é não depender de outras pessoas para deslocamentos. Dessa forma, minimizamos a falta de comunicação por não falarem (ou não desejarem falar!) inglês ou risco de ser enrolado/roubado/subornado em táxis, como lemos em vários relatos e ouvimos de dois amigos que haviam ido para a região – um deles pagou por duas vezes 100 euros!

Portanto, com a facilidade da internet e dos smartphones, programe os deslocamentos com antecedência (até mesmo o da sua chegada!), tenha um mapa do metrô offline no celular com os nomes das estações em cirílico e inglês (ou, se preferir, gaste uma tarde para aprender o alfabeto antes de embarcar!) e anote as direções que deve seguir (ex: linha X, direção Y, anda 3 estações até N, troca para linha W, direção Z e anda mais 2 estações até a V).

Vale lembrar que com o Uber, a situação é minimizada. Contudo, se caminhar um pouco mais e carregar mala na estação não for um problema na chegada/saída, fica a dica!

Como chegar ou ir para Moscou?
A maior parte dos viajantes visita as duas cidades quando vai à Rússia, chegando por uma e saindo pela outra. A melhor e mais prática alternativa é, em nossa opinião, ir/vir de trem em um trajeto de aproximadamente 4 horas. A linha até Moscou conta com trens expressos (Sapsan ou Сапсан) e confortáveis que chegam na estação Moscou (Московский вокзал).

Recomendamos comprar os bilhetes com antecedência no site oficial da empresa. Existem diferentes classes (Premium, Business e Economy) e optamos pela Business, simplesmente por acreditar que o deslocamento seria mais tranquilo e seguro. De fato, foi super confortável o trajeto Moscou-São Petersburgo e tinha uma refeição (nada de excepcional!) incluída, além de algumas gratuidades. Sinceramente não acreditamos que justifique a diferença no preço!

Trem Moscou - Sao Petersburgo - RussiaCafé da manhã no trem

É possível chegar sem dificuldades à estação de trem de metrô, utilizando as dicas que listamos acima. No entanto, é importante atentar que as estações são muito seguras e contam com detectores de metal. Em algumas a verificação é por amostragem, mas em outras é para todos os transeuntes. Portanto, chegue 1 hora antes da partida para evitar surpresas!

Como é a segurança e a polícia de São Petersburgo?
A cidade é extremamente segura, lembrando (e muito!) as grandes capitais europeias. Diferentemente de Moscou, a presença da polícia nas ruas é menor, assim como as revistas, salvo nas estações. Andamos bem tarde nas ruas da cidade, principalmente no dia do ballet e não tivemos qualquer sensação de insegurança. É importante, apenas, estar sempre atento aos batedores de carteira, comuns em qualquer grande cidade turística do mundo.

Como e onde comer em São Petersburgo?
Como descrevemos no post da Rússia, existem diversos pratos típicos deliciosos e diferentes. A maior barreira é compreender o que está escrito. No entanto, a maioria dos restaurantes conta com um cardápio em inglês e/ou com fotos dos pratos vendidos. Portanto, não há muita dificuldade para escolher!

Quanto ao pagamento, como a conta é apresentada em cirílico, é muito difícil conferir se os pratos estão corretamente listados. Não tivemos qualquer problema de soma nos diversos estabelecimentos que fomos – simples ou caros -, mas sempre somávamos o que pedíamos durante as escolhas de forma a já estimar o valor final da conta. Ao longo dos posts de São Petersburgo vamos relatar nossas experiências gastronômicas.

Um ponto importante é que nem sempre a gorjeta é esperada ou obrigatória, mas existe o hábito de deixar aproximadamente 10% pelo serviço caso tenha sido bem atendido.

Qual espetáculo é imperdível em São Petersburgo?
A companhia do Teatro Mariinsky (conhecida como Ballet Kirov) é considerada a segunda maior escola russa e uma das mais renomadas no mundo. Portanto, recomendamos não apenas conhecer o histórico teatro, mas assistir uma apresentação de ballet ou uma ópera. Não se esqueça de conferir o cronograma no site oficial e comprar com antecedência. Assim como o Bolshoi de Moscou, a companhia faz um recesso no verão entre meados de julho e de setembro. Felizmente conseguimos assistir no palco do Mariinsky à fantástica apresentação de outra companhia russa (Leonid Yakobson).

Ballet Mariinsky - Sao Petersburgo - RussiaInterior do Teatro Mariinsky

Ballet Mariinsky - Sao Petersburgo - RussiaInterior do Teatro Mariinsky

Onde se hospedar em São Petersburgo?
Recomendamos um hotel próximo à região do Hermitage, facilitando o deslocamento a pé para as principais atrações turísticas. Além disso, embora seja uma cidade mais turística do que Moscou e, por isso, mais pessoas falem inglês, optar por hotéis melhor conceituados reduzirá os riscos de problemas de comunicação ou intercorrências como cobrança indevida durante a hospedagem. Ficamos hospedados no Petr Hotel, com quartos confortáveis e limpos, um café da manhã de boa qualidade e uma localização espetacular!

Existem inúmeros hotéis na cidade (veja todos aqui). Outras alternativas na região próxima ao Kremlin, lembrando que nem todos são de grandes redes internacionais embora sejam bem conceituados, são os cinco estrelas Angleterre HotelFour Seasons Hotel Lion PalaceSo SofitelPetro Palace Hotel, Taleon Imperial HotelKempinski Hotel, os quatro estrelas Renaissance Baltic HotelThe Bridge HotelArkadia HotelBig MarineGolden Triangle Boutique HotelWynwood HotelPushka Inn Hotel e Ekaterina Hotel, e os três estrelas The Library, Hotel Solo Panorama Palace Square, Tuchkov Hotel at the Palace Square, Station Hotel A1Adagio on Isaakiyevskaya, Sky Hotel, Fortecia Piter e 3 MostA.

O Roteiro
É possível conhecer os principais pontos turísticos de São Petersburgo em quatro dias. Elaboramos então um roteiro que contemple essas atrações. Mas vale ressaltar que será necessário começar o dia bem cedo! Clique nas fotos ou links para a descrição completa do roteiro de cada dia.

Catedral do Sangue Derramado - Sao Petersburgo - Russia Dia 1: Fortaleza de São Pedro e São Paulo, Catedral do Sangue Derramado e Parques
Palacio Peterhof - Sao Petersburgo - Russia Dia 2: Palácio Peterhof e São Isaac
Catedral de Kazan - Sao Petersburgo - Russia Dia 3: Museu Hermitage, Catedral de Kazan e Rua Nevsky
Palacio da Catarina - Sao Petersburgo - Russia Dia 4: Jardins e Palácio da Catarina

Gostou do roteiro e das dicas? Faça suas reservas pelas caixas de pesquisa na lateral, nos links ao longo do post ou clique para reservas de hospedagem no Booking ou aluguel de carros no RentalCars. Você não paga nada a mais por isso e nos ajuda a manter o site. Obrigado!


Precisa de orientação para montar um roteiro inesquecível? Quer ajuda em reservas de hotéis, aluguel de carros, passagens de avião, ônibus ou trem? Quer montar um roteiro 100% personalizado e tornar sua viagem inesquecível? Visite nossa página de Roteiros Personalizados ou deixe sua mensagem abaixo.

Thiago Carvalho

Carioca, casado, 31 anos, médico, amante da natureza e apaixonado por viagem, de Itaipava no fim de semana ao Bungee Jumping na Nova Zelândia. Volta de uma viagem com o roteiro pronto para a próxima.

22 Resultados

  1. Aninha Lima disse:

    Então, A dica das dicas na cidade é se hospedar bem localizado, ne?
    Meu pai é um apaixonado por essa cidade… Nesse post eu pude ver o motivo! A Catedral é uma das mais lindas que eu já vi!

  2. Suzy Freitas disse:

    Depois de ler este post, já sei que a primeira cidade russa que vou conhecer é São Petersburgo. Tive a impressão que a cidade tem o mesmo perfil dos demais centros europeus com o atrativo de ficar na Rússia! Parece uma boa aposta para quem não quer fazer um roteiro mais extenso pela Rússia! Quais as cidades europeias que vocês sugerem para um roteiro combinado com São Petersburgo?

    • Olá Suzy, sua visão está perfeita com relação a São Petersburgo.
      Recomendamos combinar com Helsinque (Finlândia), Tallin (Estônia), Riga (Letônia), Vilnius (Lituânia) e, se tiver tempo, Cracóvia e Varsóvia (na Polônia).
      Qualquer dúvida seguimos à disposição.

  3. Igor Augusto disse:

    Ano passado vi, sem querer, um vídeo sobre São Petersburgo e me apaixonei. Não tinha vontade de visitar a Rússia. Agora, já quero. Post muito esclarecedor sobre essa cidade. Que, aliás, segue o melhor perfil: o de andar para conhecer. É bom demais isso!

  4. Tiago disse:

    Adorei o post! Muito bem explicado e com uma ótima sugestão de roteiro, mas 7º é temperatura amena? rsrsrsrs Como bom carioca pra mim isso é um frio polar hahahaha Brincadeiras a parte tenho muita vontade de conhecer São Petersburgo e tinha essa dúvida de qnts dias eram necessários, obrigado por compartilhar 🙂

  5. Alexandre Nunes disse:

    Não sabem ou não querem falar Ingles, acho que é a segunda opção kkkkk. Sou doido pra conhecer Sao Petersburgo, ja escutei de vários amigos que é show, e lendo esse post ja me convenci a ir mesmo, linda demais . Vlw pelas dicas e pelo post. Abraço

  6. Erik Trovão disse:

    Excelente relato e importantes dicas sobre a cidade! Adorei saber que tudo lá é perto e que dá para conhecer a cidade a pé. Meu meio de transporte preferido nas cidades europeias são sempre as pernas!! E não fazia ideia que havia está companhia de teatro na cidade. Sempre imaginei conhecer apenas o Bolshoi qd visitasse a Rússia! Sem duvida, uma cidade que quero muito conhecer!

  7. Livia disse:

    Thiago arrasou no POst, parabéns!! Já coloquei Sao Petersburgo na minha listinha… Gostei da temperatura de lá, adoro esses climas mais fresquinhos! =D

  8. Aline Pires disse:

    Acho a Rússia encantadora por sua arquitetura.. adorei o post com as dicas de hospedagem, onde comer.. assistir a um ballet russo deve ser maravilhoso, afinal eles possuem as melhores escolas do Mundo. Qual prato típico que comeram e mais gostaram?

  9. Danielle disse:

    Acredito que foi uma viagem inesquecível! Fica difícil conferir a nota do restaurante dessa forma.. kk.. o lance é acreditar e pagar! 🙂 .. Achei bem interessante essa viagem na business class, por causa do conforto, mas como você mesmo disse, a refeição não era nada demais para o dinheiro que se paga a mais. O que será que eles servem na econômica?!

  10. Paulo venoso disse:

    Gosto muito de como vocês dão as dicas e as orientações, espero ter a oportunidade de viajar assim de trem que vejo nos posts e filmes rsrs, gostei dessa catedral de São Pedro e São Paulo muito linda dentro, e bem diferente ter as tumbas, nunca tinha visto, gostei dos roteiros e viajei com vocês nesse post, parabéns

  11. Caroline Rivera disse:

    Ahhh, quando você disse que eles não falavam inglês, pensei logo na comida hahaha. Mas se tem cardápio em inglês com foto já ajuda muuuito.

    Roteiro completo, que irado! Fiquei morrendo de vontade de conhecer. A Catedral do Sangue Derramado é linda, não sabia que tinha esse nome.

    E amei o Palácio da Catarina, que ryco! Uau.

    Posts tops, parabéns!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

error: Reprodução ou cópia não autorizada!