Pelas ruas de Aix-en-Provence, cidade de Cézanne

Conforme explicado no post sobre a França, Aix-en-Provence, com pouco mais de 140 mil habitantes, foi um dos destinos que visitamos durante a viagem pela Côte d’Azur e Provence. O francês é o idioma oficial, embora não seja difícil se comunicar em inglês após uma breve introdução com poucos termos básicos em francês.

Fundada em 123 a.C. durante o Império Romano, vivenciou inúmeras ocupações e conflitos durante mais de 1000 anos, atingindo maior desenvolvimento, sobretudo cultural, a partir do século XII, tornando-se parte da França somente em 1487. As construções medievais, as pequenas vilas e parques próximos, os produtos rurais como queijos, as lavandas e outras flores e a grande importância cultural, com destaque por ser a cidade onde o pintor Paul Cézanne passou a vida, trazem um charme especial ao local.

Qual a melhor época para visitar Aix-en-Provence?
É uma cidade com clima Mediterrâneo, com dias longos, secos e quentes no verão (máxima atingindo próximo de 30ºC) e frios no inverno (mínima próxima a 0ºC). Portanto, é possível visitar a cidade durante o ano todo, mas é mais alegre e movimentada no período de junho a setembro, sendo que as lavandas – flores típicas da Provenceatingem o ápice entre o final de junho e início de agosto. Estivemos durante dois dias com meus pais, em uma extensa viagem pelo país em setembro de 2011!

Quanto tempo ficar em Aix-en-Provence?
É possível conhecer o centro histórico em um dia, inclusive com um bate e volta de Marselha (menos de 20 minutos de trem), mas recomendamos pelo menos dois dias inteiros para as belezas naturais e históricas do entorno e sugerimos planejar uma viagem maior que inclua outros locais da Provence ou Côte d’Azur na mesma oportunidade, como fizemos.

Como chegar em Aix-en-Provence?
Existem três alternativas:

  • Avião: se for seu primeiro destino vindo do Brasil, uma ótima alternativa. Com um aeroporto localizado fora da cidade, mas a menos de 30 km do centro, recebe voos de diversas empresas europeias. É possível chegar ao centro de táxi, ou ônibus expresso.
  • Carro: ideal se planeja uma visita para o sul da França em uma deslumbrante viagem pela Provence ou Côte d’Azur, para destinos como Nice, MarselhaMônaco, Cannes e Saint-Tropez.
  • Trem: uma ótima opção para chegada a partir de Paris, em uma viagem de menos de 3 horas, ou Marselha a menos de 20 minutos.

Onde se hospedar em Aix-en-Provence?
Recomendamos se hospedar próximo ao Cours Mirabeau, uma das principais avenidas do centro histórico, o que permite o deslocamento a pé, inclusive para a estação de trem. O hotel que havíamos reservado apresentou um problema técnico próximo à hospedagem e recomendou outro, que não agradou e, por isso, não recomendamos.

A cidade possui inúmeros hotéis (veja todos aqui). Sugerimos o cinco estrelas Renaissance Hotel, os quatro estrelas Cézanne Boutique-HôtelHôtel NegrecosteHôtel de Gantès, e os três estrelas Hôtel RotondeHôtel Saint ChristopheHôtel des Augustins e Le Concorde.

O Roteiro
Sugerimos aproveitar o primeiro dia para conhecer as atrações turísticas da cidade. Começaremos bem próximo da estação de trem, contemplando um roteiro não apenas para os que estão hospedados no centro de Aix-en-Provence, mas também os viajantes que farão um bate e volta a partir de Marselha. Saindo pela Av. Victor Hugo, continuando pela Boulevard du Roi René e virando à esquerda na Rue du 4 Septembre, você chegará à pequena, mas charmosa Place de 4 Dauphins (ou Praça dos 4 Golfinhos). Erguida em meados do século XVII, os elementos renascentistas contrastam com os medievais do norte da cidade.

Place de 4 Dauphins - Aix-en-Provence - FrancaPlace de 4 Dauphins

Siga pela rue Cardinale até a Église Saint-Jean-de-Malte (ou Igreja São Jean-de-Malte). Considerada a primeira igreja gótica da região, foi construída entre 1272 e 1277. Um dos destaques é a torre de mais de 60 metros, um dos pontos mais altos da cidade.

St Jean de Malte - Aix-en-Provence - FrancaIgreja St Jean-de-Malte

St Jean de Malte - Aix-en-Provence - FrancaIgreja St Jean-de-Malte – Interior

Vire na próxima esquerda para conhecer outro ponto turístico religioso, a Chapelle des Oblats, uma capela de estilo clássico do século XVII, logo no início de uma das principais avenidas da cidade, a Cours Mirabeau. Não deixe de experimentar um calison (sugestão na Cours Mirabeau 12), doce típico da Provence, em formato de losango com amêndoas, frutas cristalizadas e uma fina camada de açúcar.

Cours Mirabeau - Aix-en-Provence - FrancaCours Mirabeau

Calissons - Aix-en-Provence - FrancaCours Mirabeau – Fábrica de Calisons

No final da Mirabeau está a famosa Place de la Rotonde (ou Praça da Rotunda), com uma bela fonte no centro, construída em 1860, com 32 metros de diâmetro e 12 de altura. As esculturas que a circundam são belíssimas!

Place de la Rotonde - Aix-en-Provence - FrancaPlace de la Rotonde

Logo atrás, encontra-se a escultura de Paul Cézanne, em homenagem ao famoso pintor nascido no século XIX em Aix-en-Provence e que foi responsável pela transição do impressionismo para o cubismo. Um dos passeios turísticos é seguir as “marcas” nas calçadas da cidade para passar pelos pontos marcantes de sua vida.

Cezanne - Aix-en-Provence - FrancaEscultura de Paul Cézanne

Caminhos de Cezanne - Aix-en-Provence - Franca“Marcas” no chão que marcam os “Caminhos de Cézanne”

Retorne pela Rue Espariat e vire à esquerda na Rue Bédarrides para chegar ao Hôtel de Ville (ou Prefeitura) de Aix-en-Provence, ao lado da Tour de l’horloge (ou Torre do Relógio). Com uma arquitetura inspirada nos palácios italianos, sofreu modificações na fachada durante a Revolução Francesa. Ao lado, a Place de l’Hôtel de Ville (ou Praça da Prefeitura) seduz turistas e locais. No caminho, encante-se com as estreitas e antigas ruas, muito comuns nas cidades francesas!

Estreitas Ruas

Mairie - Aix-en-Provence - FrancaPrefeitura e Torre do Relógio

Place Mairie - Aix-en-Provence - FrancaPraça da Prefeitura

Dependendo do dia e horário, você poderá ver (e degustar!) alguns produtos rurais e regionais da França, como queijos, embutidos e frutas no mercado que se instala na Place Richelme, praticamente ao lado da Place de l’Hôtel de Ville.

Mercado - Aix-en-Provence - FrancaPraça Richelme – Mercado

Poucos quarteirões adiante está localizado o Palais de l’Ancien Archevêché (ou Palácio do Arcebispo), construído no século XVII como residência do clero. Ao lado, encontra-se a Cathédrale Saint Sauveur (ou Catedral São Salvador), um somatório de diferentes estilos arquitetônicos, que refletem suas mudanças ao longo dos mais de 800 anos de existência.

Palais de l’Ancien Archeveche - Aix-en-Provence - FrancaPalácio do Arcebispo

Catedral St Sauveur - Aix-en-Provence - FrancaCatedral São Salvador

Catedral St Sauveur - Aix-en-Provence - FrancaCatedral São Salvador – Interior

A menos de dois quarteirões adiante, vire à esquerda na Av. Jean Jaurès e continue até o Pavillon Vendôme, construído em meados do século XVII pelo Duque de Vendôme para sua amante. A arquitetura e os belos jardins compensam a pequena caminhada. O espaço abriga atualmente exposições de arte.

Pavillon de Vendome - Aix-en-Provence - FrancaPavillon Vendôme

Pavillon de Vendome - Aix-en-Provence - FrancaPavillon Vendôme

Para fechar as atrações, visite o Atelier de Cézanne, o último estúdio utilizado pelo pintor na elaboração de algumas de suas mais famosas obras. Além da importância histórica e do contato de perto com o ambiente do início do século XX onde o Cézanne teve grandes inspirações, o local é um charme!

Atelier de Cezanne - Aix-en-Provence - FrancaAtelier de Cézanne – Entrada

Atelier de Cezanne - Aix-en-Provence - FrancaAtelier de Cézanne

Atelier de Cezanne - Aix-en-Provence - FrancaAtelier de Cézanne

No final do dia, aproveite para sentar em um dos inúmeros bistrôs com mesas na própria calçada e desfrutar da excelente culinária francesa.

Parada - Aix-en-Provence - FrancaBistrô em Aix-en-Provence

Caso tenha optado por permanecer mais dias na região, além de Marselha, recomendamos um passeio pelas vilas da Luberon, cadeia montanhosa que dá nome ao imenso Parque Nacional localizado a pouco mais de 70 km de Aix-en-Provence. Caso não esteja de carro, nossa recomendação é alugar e fazer um bate e volta, permitindo flexibilidade no seu roteiro. O ponto imperdível é visitar a pitoresca Gordes (veja em “Gordes, a pitoresca cidade no alto do Luberon“).

Gostou do roteiro e das dicas? Faça suas reservas pelas caixas de pesquisa na lateral, nos links ao longo do post ou clique para reservas de hospedagem no Booking ou aluguel de carros no RentalCars. Você não paga nada a mais por isso e nos ajuda a manter o site. Obrigado!


Precisa de orientação para montar um roteiro inesquecível? Quer ajuda em reservas de hotéis, aluguel de carros, passagens de avião, ônibus ou trem? Quer montar um roteiro 100% personalizado e tornar sua viagem inesquecível? Visite nossa página de Roteiros Personalizados ou deixe sua mensagem abaixo.

Thiago Carvalho

Carioca, casado, 31 anos, médico, amante da natureza e apaixonado por viagem, de Itaipava no fim de semana ao Bungee Jumping na Nova Zelândia. Volta de uma viagem com o roteiro pronto para a próxima.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

error: Reprodução ou cópia não autorizada!