Atacama: Valle de la Luna & Valle de la Muerte

Pôr do Sol - Valle de la Luna - Deserto do Atacama - Chile

Conforme contamos no roteiro do Atacama, no final do primeiro dia fizemos o passeio pelo Valle de la Luna e Valle da la Muerte. Os vales ficam em uma das regiões mais áridas do deserto, parte da Cordilheira do Sal, com paredões esculpidos pela erosão ao longo de milhões de anos. Esse passeio é um dos que mais revela o que pensamos quando ouvimos a palavra “deserto”.

Saímos de San Pedro às 16h direto para o Valle de la Muerte. Fizemos uma breve caminhada com explicações e fotos pelo inóspito vale, com oportunidade de sandboard ao final para os que desejam. O nome Muerte era originalmente Marte, mas, pela pronúncia ruim de quem a batizou, com o tempo tornou-se “Muerte”.

Valle de la Muerte - Deserto do Atacama - Chile
Valle de la Muerte - Deserto do Atacama - Chile
Valle de la Muerte - Deserto do Atacama - Chile
Valle de la Muerte - Deserto do Atacama - Chile
Valle de la Muerte - Deserto do Atacama - Chile
Valle de la Muerte - Deserto do Atacama - Chile
Valle de la Muerte - Deserto do Atacama - Chile

No meio da visita ao Valle de la Muerte, há uma breve parada em um mirante de onde avista-se a imensidão do Valle de la Luna e proporciona fotos e recordações memoráveis.

Mirante - Valle de la Luna - Deserto do Atacama - Chile
Mirante - Valle de la Luna - Deserto do Atacama - Chile
Mirante - Valle de la Luna - Deserto do Atacama - Chile
Mirante - Valle de la Luna - Deserto do Atacama - Chile
Mirante - Valle de la Luna - Deserto do Atacama - Chile

De volta à van, seguimos para o Parque Nacional de Los Flamencos – com a cobrança da entrada em espécie – e parada para deslumbrar o monumento Tres Marias, esculpido pela ação da natureza.

Tres Marias - Valle de la Luna - Deserto do Atacama - Chile
Nossa visita no meio do verão
Tres Marias - Valle de la Luna - Deserto do Atacama - Chile
Nosso visita no inicio da primavera: a areia e terra cobertas pelo sal
Valle de la Luna - Deserto do Atacama - Chile
Valle de la Luna - Deserto do Atacama - Chile
Valle de la Luna - Deserto do Atacama - Chile

Mais à frente paramos no Anfiteatro e na magnífica Quebrada de Ckari, onde o som produzido pelo vento sobre as rochas é algo sensacional.

Anfiteatro - Valle de la Luna - Deserto do Atacama - Chile
Anfiteatro
Quebrada de Ckari - Valle de la Luna - Deserto do Atacama - Chile
Rochas da Quebrada de Ckari

Por fim, chegamos à última parada: a magnífica Duna Mayor.

Duna Mayor - Valle de la Luna - Deserto do Atacama - Chile
Duna Mayor - Valle de la Luna - Deserto do Atacama - Chile

Escalamos pela lateral (para preservação não é mais permitido andar sobre ela) para contemplar a paisagem, aguardando as cores que o pôr do sol traria. Infelizmente a câmera não é capaz de capturar tamanha beleza e variedade, mas tentamos:

Pôr do Sol - Valle de la Luna - Deserto do Atacama - Chile
Pôr do Sol - Valle de la Luna - Deserto do Atacama - Chile
Pôr do Sol - Valle de la Luna - Deserto do Atacama - Chile
Pôr do Sol - Valle de la Luna - Deserto do Atacama - Chile
Pôr do Sol - Valle de la Luna - Deserto do Atacama - Chile

Chegamos em San Pedro próximo das 20h.

Para ver mais dicas dos passeios no Atacama, visite o post “Atacama: As maravilhas de um deserto colorido“.

Gostou do roteiro e das dicas? Faça suas reservas pelas caixas de pesquisa na lateral, nos links ao longo do post ou clique para reservas de hospedagem no Booking. Você não paga nada a mais por isso e nos ajuda a manter o site. Obrigado!

Thiago Carvalho

Carioca, casado, 33 anos, médico, amante da natureza e apaixonado por viagem, de Itaipava no fim de semana ao Bungee Jumping na Nova Zelândia. Volta de uma viagem com o roteiro pronto para a próxima.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

error: Alerta: Conteúdo Protegido!