Patagônia Argentina: Ushuaia – Pinguinera, Lagos e Paisagens Belíssimas

Ushuaia - Patagonia Argentina

Ushuaia é a capital da Província da Terra do Fogo, localizada no extremo sul argentino (a 3 mil km de Buenos Aires – 3h de voo), e é considerada a cidade mais austral do mundo. Possui cerca de 60 mil habitantes e, junto com El Calafate, serve como base para desbravar a Patagônia Argentina. Fica em um dos lados do Canal de Beagle, sendo território chileno o lado oposto. Justamente por isso, uma das opções de passeio é começar na Argentina e cruzar de barco (ou carro) para a Patagônia Chilena até Punta Arenas.

Qual a melhor época para ir a Ushuaia?

As paisagens mudam muito de acordo com a época do ano e alguns passeios ficam restritos durante o frio inverno (média entre -1ºC e 4ºC), quando os dias são curtíssimos. Já durante o verão, os dias chegam a 15 horas de luz solar com temperaturas entre 6ºC e 14ºC. Por este motivo e pelas férias, muitos turistas visitam a cidade entre dezembro e fevereiro. No entanto, o ideal é entre outubro e novembro, quando as temperaturas já são mais amenas e os dias mais longos do que no inverno, mas a cidade ainda não está tão cheia. Estivemos em janeiro e foi ótimo!

Quanto tempo ficar em Ushuaia?

A cidade é pequenina e pode ser rapidamente conhecida. No entanto, existem passeios no entorno e, por isso, o tempo mínimo recomendado é de três dias inteiros.

Como chegar em Ushuaia?

A grande maioria dos visitantes chega de avião a partir de Buenos Aires ou outra cidade da Patagônia – chilena ou argentina – no pequeno aeroporto, localizado a apenas 7km do centro. Do aeroporto para o centro, o translado de táxi é o meio mais simples e prático. Outra alternativa é alugar um carro se vai fazer os passeios por conta própria.

Onde ficar em Ushuaia?

Ficamos em um B&B muito agradável bem no centro, mas que não está mais disponível. No entanto, existem várias opções de hotéis (veja todos aqui), sendo a localização o principal ponto a decidir:

O que fazer? Roteiro Diário!

Existem quatro principais grupos de atrações/passeios em Ushuaia e dividimos o roteiro desta forma! Recomendamos contratar os passeios tão logo chegue na cidade ou, caso vá em alta temporada, previamente para evitar problemas:

Centro de Ushuaia e Glaciar Martial

O centro de Ushuaia é compacto. Comece pelas ruas mais altas para uma bela vista da cidade e continue pelas duas principais avenidas: San Martin e Maipú. Comece por uma e volte pela outra.

Ushuaia - Patagonia Argentina
Cidade com cordilheira ao fundo
Ushuaia - Patagonia Argentina
Av. St. Martin

No final da av. San Martin faça um pequeno desvio à esquerda e visite Museu Marítimo e do Presídio, que conta a história da cidade – desde os povos indígenas da região até a construção do presídio pelo governo argentino para aumentar seu controle sobre a região.

Museu Maritimo - Ushuaia - Patagonia Argentina
Representação dos primeiros povos da região
Museu Maritimo - Ushuaia - Patagonia Argentina
Presídio

No retorno pela av. Maipú, visite a Plaza Islas Malvinas, com o Monumento aos mortos na Guerra das Malvinas, conflito entre Argentina e Reino Unido no início da década de 1980 pelo território homônimo, com vitória da potência europeia.

Monumento Guerra Malvinas - Ushuaia - Patagonia Argentina
Monumento em homenagem aos mortos na Guerra das Malvinas

Aproveite o resto do dia para visitar o Glaciar Martial de teleférico. Do centro para o cerro são cerca de 10 km (fizemos em 20 min de táxi para otimizar o tempo). A visão panorâmica do Canal de Beagle e da cidade é imperdível e deslumbrante, além do próprio passeio pela estação de ski.

Ushuaia - Patagonia Argentina
A caminho do glaciar
Glaciar Martial - Ushuaia - Patagonia Argentina
No teleférico
Glaciar Martial - Ushuaia - Patagonia Argentina
Vista da cidade
Glaciar Martial - Ushuaia - Patagonia Argentina
Vista da cidade
Glaciar Martial - Ushuaia - Patagonia Argentina
Montanha sem neve no verão
Glaciar Martial - Ushuaia - Patagonia Argentina
Montanha sem neve no verão

À noite sugerimos desfrutar da culinária local. Fomos no El Viejo Marino (av. Maipú 227), um simples restaurante que serve a famosa Centolla – o caranguejo gigante (King Crab) da Patagônia. Estava fabulosa!

Parque Tierra del Fuego

No segundo dia sugerimos o passeio pelo Parque Tierra del Fuego, localizado a uma curta distância do centro, com extensas áreas verdes e próximo contato com a flora e fauna regionais. Existem diversas trilhas que podem ser facilmente percorridas. É possível combinar o passeio com o Tren del Fin del Mundo. No entanto, pelo valor elevado e relatos de outros viajantes que não gostaram do custo-benefício, optamos por seguir com o grupo até a parada na Baía Ensenada.

Parque Tierra del Fuego - Patagonia Argentina
Parque Tierra del Fuego - Patagonia Argentina
Estação do Trem
Parque Tierra del Fuego - Patagonia Argentina
Baía Ensenada

Aproveite para percorrer algumas trilhas do parque sem pressa. Alguns destaques são a Baía Lapataia e o Lago Roca, além da área com os castores.

Parque Tierra del Fuego - Patagonia Argentina
Parque Tierra del Fuego - Patagonia Argentina
Parque Tierra del Fuego - Patagonia Argentina
Parque Tierra del Fuego - Patagonia Argentina
Parque Tierra del Fuego - Patagonia Argentina
Parque Tierra del Fuego - Patagonia Argentina
Parque Tierra del Fuego - Patagonia Argentina

Navegação pelo Canal Beagle

Outro passeio imperdível é a navegação pelo Canal Beagle. Existem diversas opções de trajeto e agências e a saída é do centro de Ushuaia. A grande limitação é a condição climática e, por isso, recomendamos embarcações fechadas como catamarãs para proteção das baixas temperaturas e, sobretudo, do vento. O tempo médio do passeio é entre 2 e 3 horas. Nossa sugestão é combinar esse passeio com o Parque ou com o passeio pelo centro, de acordo com a disponibilidade. Quando fizemos, a primeira parada foi na Ilha dos Pássaros.

Pinguinera - Ushuaia - Patagonia Argentina
Partindo de Ushuaia
Pinguinera - Ushuaia - Patagonia Argentina
Ilha dos Pássaros

Seguimos mais alguns minutos para a segunda parada: Ilha dos Lobos (leões marinhos).

Pinguinera - Ushuaia - Patagonia Argentina

E por fim terminamos na Pinguinera, com uma parada prolongada para apreciar essas aves curiosas.

Pinguinera - Ushuaia - Patagonia Argentina
Pinguinera - Ushuaia - Patagonia Argentina

Lagos Escondido e Fagnano

O último passeio recomendado é a visita aos Lagos Escondido e Fagnano, com duração de quase um dia pela grande distância percorrida. A despeito da mesma, achamos que valeu muito a pena. Os lagos são lindos, com águas cristalinas e um entorno belíssimo. O cordeiro patagônico do almoço no Bodegón foi uma agradável surpresa, embora longe do que nos esperaria na visita a El Calafate.

Ushuaia - Patagonia Argentina
Mirante na saída de Ushuaia
Lago Fagnano e Escondido - Patagonia Argentina
Na estrada
Lago Fagnano e Escondido - Patagonia Argentina
Lago Escondido
Lago Fagnano e Escondido - Patagonia Argentina
Belas flores comuns na região
Lago Fagnano e Escondido - Patagonia Argentina
Lago Fagnano
Lago Fagnano e Escondido - Patagonia Argentina
Almoço no Bodegón no Valle de Lobos – ótimo!

Gostou do roteiro e das dicas? Faça suas reservas pelas caixas de pesquisa na lateral, nos links ao longo do post ou clique para reservas de hospedagem no Booking. Você não paga nada a mais por isso e nos ajuda a manter o site. Obrigado!

Thiago Carvalho

Carioca, casado, 33 anos, médico, amante da natureza e apaixonado por viagem, de Itaipava no fim de semana ao Bungee Jumping na Nova Zelândia. Volta de uma viagem com o roteiro pronto para a próxima.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

error: Alerta: Conteúdo Protegido!