Buenos Aires em 4 dias

Conforme descrevemos no roteiro da Argentina, Buenos Aires é a capital e a cidade mais populosa desse agradável país. Com assentamentos que remontam o início da colonização espanhola, a cidade cresceu principalmente em decorrência do comércio, com grande investimento em construções suntuosas que fazem referência as que encontramos em capitais europeias, sobretudo Madri. Desde 1994 tornou-se uma região autônoma e, a despeito da crise que assola o país, segue com um dos melhores índices de qualidade de vida dentre as principais cidades latino-americanas.

A curta distância a partir dos principais centros brasileiros, aliada aos ótimos restaurantes (salve a parrilla!), lojas, bares, vinhos deliciosos, parques, ótimos museus, avenidas largas, ruas charmosas e prédios de arquitetura europeia, tornaram essa linda cidade um destino cobiçado pelo turismo brasileiro.

Qual a melhor época para ir a Buenos Aires?

A cidade possui um verão quente (mínima de 18ºC e máxima de 31ºC) e com dias longos e um inverno frio (mínima de 7ºC e máxima de 15ºC) e com dias mais curtos. Portanto, recomendamos os meses de março, abril, outubro e novembro, quando as temperaturas são mais amenas.

Quanto tempo ficar em Buenos Aires?

A cidade é perfeita para um pit-stop para outros destinos internos ou para uma escapada de férias ou até mesmo feriado prolongado. O tempo mínimo recomendado é de três dias inteiros.

Como chegar em Buenos Aires?

A principal via de chegada à cidade é de avião, com voos diretos de diferentes capitais brasileiras. O translado do aeroporto internacional para o centro pode ser feito com segurança pelo Táxi Oficial ou uma das empresas de transfer com quiosques no aeroporto (vale a pena se estiver sozinho) – todos contratados dentro do terminal de desembarque. Outra opção é um aplicativo como o Uber.

Onde ficar em Buenos Aires?

Os três principais bairros são a Recoleta, Palermo e o Centro – mais decadente no período noturno. Ficamos no Loi Suites Esmeralda (no centro) e Loi Suites Recoleta. Recomendamos ambos! Existem diversas opções (veja todas aqui). Recomendamos:

O que fazer? Roteiro Diário!

Assim como as cidades da Europa, Buenos Aires é um ótimo local para ser desbravado a pé! Por isso, vamos listar as principais atrações turísticas por bairro – quatro dias permitem percorrer todas elas. Cada um tem o seu tempo em museus e parques, mas fica aqui uma sugestão por proximidade:

Centro & Puerto Madero

Para os que se hospedarem na Recoleta, podem ir de táxi ou caminhando pela Santa Fé com uma parada na livraria Ateneo Grand Splendid, uma imensa livraria construída dentro de um teatro. Essa é uma alternativa para os que se dirigiram para a Recoleta a partir do Centro.

Começando pela ponta próxima à rua Paraguay, vale uma visita à Torre Monumental (antiga Torre dos Ingleses), erguida pelos ingleses em 1910 em comemoração à independência argentina, e à Plaza San Martin (do lado oposto), com seus dois monumentos: aos mortos na Guerra das Malvinas e ao próprio San Martin.

Torre Monumental - Buenos Aires
Plaza San Martin - Buenos Aires
Guerra Malvinas - Plaza San Martin - Buenos Aires

Não deixe de observar o entorno com prédios e construções que lembram a Europa.

Buenos Aires

Siga, então pela Calle Florida, que outrora abrigava grandes marcas e Galerias como a Pacífico, mas cedeu espaço para o Palermo Soho.

Calle Florida - Buenos Aires
Tango pela Calle Florida
Galerias Pacifico - Buenos Aires
Galerias Pacifico
Galerias Pacifico - Buenos Aires
Galerias Pacifico

Mais alguns quarteirões e chegará à Corrientes. Aproveite para um breve desvio até a comprida e larga Av. 9 de Julio na altura da Plaza de La Republica, onde fica o Obelisco, erguido em comemoração aos 400 anos da cidade, e do outro lado o Teatro Colón, principal teatro de ópera da cidade e um dos melhores do mundo, inaugurado em 1908.

Obelisco - Buenos Aires
Obelisco
9 de Julho - Buenos Aires
Av. 9 de Julio

Em seguida, caminhe um pouco pela bela avenida em direção à Av Mayo. Um quarteirão à frente estará o Café Tortoni, um café super tradicional e antigo (para os que conhecem o Rio de Janeiro, a Confeitaria Colombo portenha).

Cafe Tortoni - Buenos Aires
Cafe Tortoni - Buenos Aires

Siga mais alguns quarteirões até a suntuosa Catedral de Buenos Aires, cujas obras datam do final do século XVII com uma fachada em estilo neoclássico.

Catedral - Buenos Aires

Um quarteirão à esquerda, de frente para a Plaza de Mayo, poderá admirar o Banco de La Nacion e chegará, enfim, à Casa Rosada, sede da presidência argentina.

Banco de La Nacion - Buenos Aires
Banco de la Nacion
Casa Rosada - Buenos Aires
Casa Rosada

Logo atrás da Casa Rosada fica o Puerto Madero que se estende até próximo ao início da Florida. Essa é uma região portuária que foi revitalizada com restaurantes deliciosos (lembra a obra realizada em Belém e recentemente no Rio de Janeiro!). É imperdível um almoço ou jantar (não apenas de parrillas!). Um dos mais famosos (e caros!) é a Cabana Las Lilas. Mesmo que não vá comer, vale a caminhada pela via, sobretudo em um fim de tarde!

Puerto Madero - Buenos Aires
Foto: Site da Cidade de Buenos Aires
Puerto Madero - Buenos Aires
Puerto Madero à noite

Recoleta & Palermo

A Recoleta é um charmoso bairro, cuja principal atração é o Cemitério de La Recoleta. Como assim? Diferente dos brasileiros, esse cemitério é uma obra de arte em mausoléus que lembram pequenas, mas suntuosas capelas. Além disso, é curioso o fato dos caixões ficarem expostos! No local, estão enterrados importantes membros da sociedade argentina como Eva Perón.

Cemiterio Recoleta - Buenos Aires
Cemiterio Recoleta - Buenos Aires

No entanto, as ruas e parques do bairro no entorno do cemitério são super agradáveis para caminhar sem medo de se perder, não deixando de fazer uma pausa na famosa Igreja Nossa Senhora do Pilar, erguida em 1732 em estilo barroco, cuja horta deu origem ao cemitério do bairro.

Recoleta - Buenos Aires

Continue o passeio pelos sofisticados shoppings – Recoleta Mall (ao lado do cemitério) e Patio Bullrich (na Av. del Libertador). A duas quadras do segundo encontra-se a La Recova de Posadas, um complexo com restaurantes excelentes e fora do circuito turístico.

Shopping Bullrich - Buenos Aires

Termine o passeio no Museu Nacional de Bellas Artes, inaugurado em 1896 na Av. del Libertador 1473, o belo prédio da Faculdade de Direito (atrás do museu) e a Floralis Generica – uma enorme flor de metal e concreto que muda a abertura ao longo das horas do dia -, localizada ao lado da faculdade.

Museu Nacional de Belas Artes - Buenos Aires
Museu Nacional de Bellas Artes
Faculdade de Direito - Buenos Aires
Faculdade de Direito
Floralis - Buenos Aires
Floralis (Foto: Site da Cidade de Buenos Aires)

A 20 minutos a pé da Recoleta (ou 3km de táxi) pela própria Figueroa fica o verde bairro de Palermo. O principal atrativo é o passeio pelo Paseo El Rosedal, Jardim Botanico e pelo Jardim Japones – quase um centro cultural japonês.

Jardim Japones - Buenos Aires
Jardim Japones - Buenos Aires
Jardim Japones - Buenos Aires
Jardim Botanico - Buenos Aires
Jardim Botanico - Buenos Aires
Jardim Botanico - Buenos Aires
Jardim Botanico - Buenos Aires

Vale uma visita ao MALBA (Museu de Arte Latinoamericana de Buenos Aires), localizado na Figueroa antes de chegar em Palermo vindo da Recoleta a pé.

MALBA - Buenos Aires
Foto: Site da Cidade de Buenos Aires

Caminhe um pouco em direção à Plaza Armenia, cortada pelas ruas Malabia e Costa Rica para chegar ao coração do chamado Palermo Soho, uma região super agradável, com bares, cafés, restaurantes e lojas famosas. Para se deliciar na parrilla argentina, sugerimos o La Cabrera.

La Boca & San Telmo

La Boca é um bairro mais perigoso e que exige um cuidado redobrado. Por isso, sugerimos a ida de táxi (e de dia!). A região representa o local onde imigrantes moraram ao desembarcar e, portanto, era uma área de extrema pobreza com verdadeiros cortiços. No entanto, em meados do século XX, o pintor Benito Quinquela Martín, juntamente com alguns amigos, decidiu revitalizar uma das vias, que foi batizada de Caminito, em homenagem a um tango escrito na década de 1920. Esta iniciativa transformou a região em um dos principais pontos turísticos portenhos – atualmente repleto de bares, cafés, artistas, museus, lojas de souvernirs… Se quiser gastar um pouco mais, vale a visita (com reserva) no bem conceituado Patagonia Sur.

Caminito - Buenos Aires
Caminito - Buenos Aires
Caminito - Buenos Aires
Caminito - Buenos Aires
Caminito - Buenos Aires

A três quadras (500m) fica o Estadio Alberto J. Armando (ou La Bombonera), campo esportivo de um dos principais times argentinos, o Boca Juniors. Para os amantes do futebol vale a visita ao Museo de La Pasion Boquense e ao histórico estádio.

La Bombonera - Buenos Aires
La Bombonera - Buenos Aires
La Bombonera - Buenos Aires

Continue para San Telmo, bairro mais antigo da cidade, onde há mais de 40 anos acontece, todo domingo, na rua Defensa (10 minutos de táxi do La Boca) a Feira de San Telmo, uma feirinha de antiguidades com objetos que vão de selos a móveis. Vale a visita! A região ainda é contemplada por inúmeros antiquários. Portanto, mesmo que não possa ir no domingo, compensa conhecer esse pedacinho portenho. No local, um dos restaurantes mais renomados é o La Brigada.

San Telmo - Buenos Aires
San Telmo - Buenos Aires
San Telmo - Buenos Aires
San Telmo - Buenos Aires
Museu do Tango - San Telmo - Buenos Aires

No caminho vale uma fotografia (e entrada!) na Igreja San Pedro San Telmo, erguida em 1734.

Igreja San Telmo - Buenos Aires

Passeio do Tigre

Esse passeio não agrada a todos. Por isso, recomendamos principalmente se estiver com folga e se conseguiu visitar tudo que planejou nos outros bairros. Tigre é uma cidade próxima a Buenos Aires, famosa pelas belas casas à beira do rio homônimo. Para chegar, basta pegar o turístico Tren de La Costa na estação de Maipu e seguir até a estação Delta (do Tigre). Na saída contrate o passeio pelo rio. É um passeio que dura entre 1 e 2 horas. Ao retornar, aproveite para dar uma volta na região e uma parada em San Isidro.

Passeio do Tigre - Buenos Aires
Passeio do Tigre - Buenos Aires
Passeio do Tigre - Buenos Aires
Passeio do Tigre - Buenos Aires
Passeio do Tigre - Buenos Aires
Passeio do Tigre - Buenos Aires
Passeio do Tigre - Buenos Aires
Passeio do Tigre - Buenos Aires
Passeio do Tigre - Buenos Aires
Passeio do Tigre - Buenos Aires

Tango

Não poderia ficar de fora nossa recomendação de assistir (não apenas na rua!) uma apresentação de tango à noite! Fomos na El Querandí (em San Telmo) e na Esquina Carlos Gardel, que encerrou as atividades em 2018. O que achamos interessante do primeiro foi ser um espetáculo menor, menos “hollywoodiano”.

El Querandi - Buenos Aires
El Querandi

Gostou do roteiro e das dicas? Faça suas reservas pelas caixas de pesquisa na lateral, nos links ao longo do post ou clique para reservas de hospedagem no Booking. Você não paga nada a mais por isso e nos ajuda a manter o site. Obrigado!

Silvia Carvalho

Carioca, casada, 32 anos, médica, sempre com uma máquina fotográfica na bolsa, apaixonada por viajar e degustar as comidas típicas locais.

14 Resultados

  1. nicole disse:

    aah que saudade de buenos! estou louca para voltar! sabe quando você sente que não aproveitou o lugar?! estou assim… vou providenciar!!!! adorei o post!

  2. Que maravilha esse roteiro!
    Perfeito para nós, que teremos exatamente quatro dias nessa cidade maravilhosa para a qual voltaremos pela terceira vez!
    Não tem como não amar Buenos Aires, né?
    Adorei!
    Beijos

  3. Gabriela disse:

    Acreditam que eu não conheço Buenos Aires? Tá tudo anotadinho aqui pra montar meu roteiro e reparar essa minha desfeita com os hermanos.

  4. Marthon Livramento disse:

    Seu roteiro esta muito bem planejado.
    Fiquei exatamente 4 dias quando fui em Buenos Aires, e me apaixonei pela capital dos nossos hermanos.
    Show

  5. Rayane disse:

    Roteiro delícia de Buenos Aires! Da última vez, passei 7 dias por lá. Como AMO a cidade, fiz tudo isso de novo! hahaha
    Tem uma casa de empanadas chamada San Juanito, que fica na Recoleta. Melhor empanada ever! Meu deu até água na boca de lembrar…
    Acredita que ainda não fui em Tigre? Mas está na lista!

  6. Paulo Venoso disse:

    Roteiro incrível e completo, tem bastante coisa para visitar em Buenos aires, eu só conheço o Obelisco e a Casa rosada, nesse do bairro Palermo o paseo el rosedal é muito bonito, quero voltar e visitar o Caminito acho lindo o estilo do lugar, bom roteiro em 4 dias , gostei

  7. Jorge Nourega disse:

    muito bom seu artigo,gostei de mais. Parabéns! 😀

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

error: Alerta: Conteúdo Protegido!