Serra Gaúcha: Passeio por Canela e seus parques (Caracol e Ferradura)

Conforme explicamos no post da Serra Gaúcha, Canela é parada obrigatória durante a visita a Gramado. Possui uma população de pouco mais de 40 mil habitantes e está localizada a apenas 9km de distância pela RS-235, em um trajeto que mais parece uma larga avenida dado o crescente número de construções que praticamente uniram essas duas principais cidades serranas. Existem excursões para a cidade caso esteja sem carro!

Qual a melhor época para ir em Canela?

Não existe uma época melhor. Tudo depende do que o viajante procura. O clima garante estações bem demarcadas e chuvas com distribuição relativamente homogênea. O inverno pode trazer temperaturas negativas e até precipitação de neve, enquanto o verão costuma agraciar os visitantes com temperaturas amenas. Na primavera as hortênsias ganham cor e colorem os canteiros das cidades! A verdade é que cada estação tem sua particularidade.

Quanto tempo ficar em Canela?

Em um dia é possível conhecer os pontos turísticos principais da cidade que é justamente o que descrevemos ao longo do post. No entanto, existem alguns parques temáticos descritos no final do post, voltados principalmente para crianças, que implicam em um tempo maior.

Como chegar em Canela?

A maioria dos visitantes vêm de Gramado pela RS-235, em um curto trajeto que nem parece uma rodovia, mas uma avenida ligando dois bairros. Se vier de Porto Alegre diretamente para Canela, veja as informações em “Serra Gaúcha: Roteiro de viagem de 4 a 7 dias“.

Onde ficar em Canela?

A maior parte dos turistas opta por ficar em Gramado (veja nossas sugestões em “Gramado, um pedacinho da Europa no Brasil“), mas uma alternativa por custo, por objetivo de viagem ou por disponibilidade é se hospedar em um dos hotéis da região (veja aqui). Sugerimos Vila Suzana Parque Hotel, Grande Hotel, Pousada Doce Canela e Pousada Perfume de Canela.

O que fazer? Roteiro Diário!

Saindo de Gramado pela RS-235 (Av. das Hortênsias), siga até a rotatória em Canela e vire à esquerda em direção aos parques (bem sinalizado!). Após 7km, você chegará ao Parque do Caracol, que funciona diariamente (veja os horários e custos no site oficial). As duas principais atrações do parque são a Cascata do Caracol e as Corredeiras do Caracol.

Parque Caracol - Canela - Serra Gaucha

A belíssima cascata possui uma queda de 131 metros e pode ser observada do Mirante, do Observatório Ecológico – 27 metros mais alto (com um custo extra!) -, dos Bondinhos Aéreos (explicamos adiante) ou debaixo através dos mais de 700 degraus da “escada da perna bamba“. Tivemos a oportunidade de deslumbrar a cascata de todos os pontos: o Mirante é suficiente, mas o Observatório proporciona uma visão mais livre, ao passo que a escada possibilita uma proximidade e ângulo distintos e o bondinho uma contemplação mais frontal. Veja abaixo:

Cascata Caracol - Canela - Serra Gaucha
Mirante
Cascata Caracol - Canela - Serra Gaucha
Bondinho
Cascata Caracol - Canela - Serra Gaucha
Observatório
Cascata Caracol - Canela - Serra Gaucha
Escadas

Vale ressaltar que as escadas são bem seguras e sinalizadas, mas é necessário um ótimo preparo físico para não se perder muito tempo nem se cansar demais, sobretudo com dores musculares nos dias subsequentes. Pela descida encontramos desde crianças até idosos, cada um em seu passo.

Alguns metros à frente da entrada para a descida, já é possível chegar às corredeiras, uma área do rio que desembocará na cascata com algumas quedas em meio a um belo paredão rochoso.

Corredeiras do Caracol - Canela - Serra Gaucha
Corredeiras
Corredeiras do Caracol - Canela - Serra Gaucha
Corredeiras com quedas d’água
Corredeiras do Caracol - Canela - Serra Gaucha
Corredeiras com quedas d’água

Na nossa visita passeamos um pouco pelas chamadas trilhas ecológicas com alguns campos abertos super agradáveis para brincadeiras com crianças e contemplamos a bela cascata em meio à vegetação densa e fechada.

Parque Caracol - Canela - Serra Gaucha
Pelas trilhas ecológicas
Parque Caracol - Canela - Serra Gaucha
Vegetação no entorno do parque – bem fechada!

Alguns metros depois do Parque do Caracol, está localizado o Parques da Serra, cuja principal atração é o bondinho – que substituiu o tradicional teleférico – para contemplar a Cascata do Caracol de outro ângulo (como mostramos acima!). A entrada também é paga e funciona diariamente (veja mais informações no site oficial).

Seguimos, então, para o Parque da Ferradura, localizado alguns quilômetros à frente. Há um pequeno trecho de estrada de terra em boas condições e que vale o esforço! O parque possui uma característica mais rústica, com menor infraestrutura, mas os mirantes e o vale são sensacionais. Na nossa opinião é imperdível! Ah, para os amantes de novela como eu, foi cenário da novela “Chocolate com Pimenta” (minha preferida!). Existem várias pequenas trilhas que levam a mirantes. A única que não recomendamos é a maior – Trilha do Rio Caí: além de mal sinalizada e conservação precária, é longa e cansativa para contemplar uma pequena cachoeira e o rio que corta o vale.

Parque Ferradura - Canela - Serra Gaucha
Vale da Ferradura
Parque Ferradura - Canela - Serra Gaucha
Vale da Ferradura
Parque Ferradura - Canela - Serra Gaucha
Vale da Ferradura
Rio Cai - Parque Ferradura - Canela - Serra Gaucha
Rio Caí no fim da trilha homônima
Rio Cai - Parque Ferradura - Canela - Serra Gaucha
Pequena cachoeira ao fim da Trilha do Rio Caí

Terminados os parques (duração variável de acordo com as opções de contemplação e as trilhas), retorne pela mesma estrada em direção à Canela e faça uma pequena parada no Castelinho Caracol. Essa casa, que lembra um pequeno castelo, foi uma das primeiras residências da cidade, construída no início da década de 1910. Atualmente funciona como um pequeno museu que leva o visitante ao século passado e termina em uma agradável cafeteria, cujo “carro-chefe” é o apfelstrudel (strudel de maçã!) mais famoso da região – segue a receita da família de origem alemã!

Castelinho do Caracol - Canela - Serra Gaucha
Fachada do Castelinho
Castelinho do Caracol - Canela - Serra Gaucha
Museu
Castelinho do Caracol - Canela - Serra Gaucha
Apfelstrudel

Dica: um pouco antes do Castelinho, você verá à sua direita a Churrascaria Garfo & Bombacha. O restaurante é muito turístico, mas serve um gostoso e autêntico churrasco na vala (costela feita na vala com cozimento por 8 horas!) com acompanhamentos e sobremesas regionais em um buffet. Em alguns dias há show de dança típica. Confira a programação e o horário de funcionamento no site oficial. A comida estava gostosa e é uma boa oportunidade de entrar em contato com a cultura e gastronomia gaúchas.

Garfo e Bombacha - Canela - Serra Gaucha
Foto da fachada tirada no dia em que fomos

Retornando à RS-235, siga para o centro de Canela e estacione na Praça Matriz, onde fica a Catedral de Pedra (também conhecida como de Nossa Senhora de Lourdes). Essa enorme igreja foi construída em estilo gótico entre 1953 e 1987 e possui uma torre de 65 metros e 12 sinos de bronze. Uma verdadeira obra-prima! Se puder, visite o interior e admire os belos vitrais e quadros!

Catedral de Pedra - Canela - Serra Gaucha

Dica: no lado esquerdo da catedral fica a loja Mãos do Mundo, um bom lugar para compra de produtos e móveis asiáticos a um ótimo custo-benefício. Vale conferir!

Centro - Canela - Serra Gaucha
Foto da fachada tirada em outro dia

No entorno da praça e na rua principal existem algumas lojas de souvenirs e produtos regionais. Aproveite para uma breve caminhada na charmosa cidade.

Centro - Canela - Serra Gaucha
Centro - Canela - Serra Gaucha
Centro - Canela - Serra Gaucha

Outras atrações em Canela, sobretudo para crianças, são:

  • Alpen Park (a 3km da Catedral): um parque de diversões ao ar livre, como cinema 4D, tirolesa, trenó, quadriciclo, escalada, arvorismo…. Fomos no Cinema 4D e no trenó e foi bem divertido! O ponto alto é a bela vista do vale e a passagem pelo meio da mata no trenó.
  • Icebar Mundo Gelado (ao lado do Castelinho do Caracol): uma caverna de gelo com temperatura de -10ºC e 140 metros quadrados por onde se distribuem esculturas (do Cristo, da Torre Eiffel…), uma réplica de um mamute e móveis de gelo.
  • Museu da Moda (na estrada para Gramado): retrata 4000 anos do vestuário feminino, desde 2000 a.C.
  • Parque Vale dos Dinossauros (na estrada para o Parque do Caracol): uma caminhada por um vale com réplicas de dinossauros que viveram há milhões de anos.
  • Parque Terra Mágica Florybal (na estrada para o Parque do Caracol): a partir da temática do cacau e do chocolate (Florybal é uma das fábricas de chocolate da região), este parque conta com inúmeras atrações e brinquedos para alegrar os pequeninos.
Alpen Park - Canela - Serra Gaucha
Alpen Park - Canela - Serra Gaucha

Na volta para Gramado pela RS-235, não deixe de parar no Mundo a Vapor, cuja fachada recria o acidente ferroviário do final do século XIX de Paris. Essa atração já tem mais de 25 anos e as opiniões são controversas. Nós gostamos, mas não é imperdível! Ao longo de várias estações são reproduzidos com grande perfeição máquinas e processos de produção em miniatura movidos a vapor.

Mundo a Vapor - Canela - Serra Gaucha
Fachada
Mundo a Vapor - Canela - Serra Gaucha
Reprodução de uma olaria com as explicações

Mais à frente, uma atração temática para os chocólatras é o Reino do Chocolate da Caracol, que conta a origem do chocolate.

Atenção: Não confundir com o Mundo de Chocolate Lugano, no centro de Gramado. São bem diferentes. Contamos nossa experiência em “Gramado, um pedacinho da Europa no Brasil“!

Reino do Chocolate - Gramado - Serra Gaucha
Reino do Chocolate - Gramado - Serra Gaucha
Reino do Chocolate - Gramado - Serra Gaucha
Reino do Chocolate - Gramado - Serra Gaucha
Reino do Chocolate - Gramado - Serra Gaucha

Bem próximo está a Rasen Bier (Rua Cândido Godoy, 82), uma cervejaria local com uma fábrica aberta à visitação e um simples, mas agradável bar. A degustação é ótima.

Rasen Bier - Serra Gaucha

Para ver mais dicas, passeios, cidades e atrações da Serra Gaúcha, visite o post “Serra Gaúcha: Roteiro de viagem de 4 a 7 dias“.

Gostou do roteiro e das dicas? Faça suas reservas pelas caixas de pesquisa na lateral, nos links ao longo do post ou clique para reservas de hospedagem no Booking. Você não paga nada a mais por isso e nos ajuda a manter o site. Obrigado!

Silvia Carvalho

Carioca, casada, 32 anos, médica, sempre com uma máquina fotográfica na bolsa, apaixonada por viajar e degustar as comidas típicas locais.

6 Resultados

  1. Lívia disse:

    Boa tarde Silvia, gostaria de saber sobre este post de Canela…em qts dias vcs fizeram todos estes passeios? Obrigada.

    • Bom dia Livia.
      Agradecemos seu contato.
      Ja fomos na Serra Gaúcha algumas vezes e o tempo para fazer as atrações de Canela dependerá de sua vontade ou não de fazer as trilhas dos parques naturais e se desejará conhecer algum parque temático.
      Se for cedo, é possível passar nos dois parques, fazer a maior parte das trilhas, visitar o Castelinho, o centro de Canela e Mundo a Vapor sem dificuldades, que seriam as principais atrações!
      Espero que tenhamos respondido a pergunta e ficamos à disposição caso tenha qualquer outra dúvida.
      Tenha um ótimo domingo.

  2. FELIPPE disse:

    Boa noite!! Gostaria de saber se as atrações em Canela podem ser feitas também para quem está com criança menor de 2 anos. Grato

  3. Lilian disse:

    Parabéns pela página, achei super bem explicada e gostosa de ler.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

error: Alerta: Conteúdo Protegido!