Londres: London Tower, St. Paul’s Cathedral, Millenium & Tower Bridges

Conforme explicado no post sobre Londres, após um dia pelos parques da cidade, programamos a manhã do último dia para conhecer a St. Paul’s Cathedral, a London Tower e as pontes Tower e Millenium.

Observação: Se desejar incluir Windsor à tarde, recomendamos estar na St Paul’s em seu horário de abertura (veja os horários aqui, lembrando que está fechada para visitação aos domingos), pois embora sejam apenas 2 atrações na parte da manhã, o tempo médio para visitação mais o deslocamento entre elas gira entre 5 e 6 horas.

Comece pela St Paul’s Cathedral, bem próxima à estação homônima. Fundada no ano de 604, a atual igreja em estilo barroco foi construída no século XVII e permaneceu como a construção mais alta de Londres até 1967, com 111 metros de altura. Tem enorme importância histórica e já recebeu funerais de importantes figuras políticas, como Margaret Thatcher e Churchill.

St Paul's Cathedral - Londres - Inglaterra
Catedral de São Paulo

O altar, o coral e a abóboda são extremamente trabalhados, com adornos que transformam o local em uma verdadeira obra de arte. Infelizmente não é permitido fotografar no interior. A subida até o topo é cansativa, mas vale para ter uma bela vista da cidade. O passeio dura entre 1 e 2 horas.

St Paul's Cathedral - Londres - Inglaterra
Vista do alto

Dica: se vier a pé para a St. Paul’s, não deixe de reparar no belíssimo prédio do Royal Courts of Justice, o Tribunal Superior da Inglaterra. Inaugurado em 1882 em estilo gótico, parece um enorme palácio.

Royal Court of Justice - Londres - Inglaterra

Ao sair da catedral, siga pela Peter’s Hill em direção à Millennium Bridge. Inaugurada no ano 2000, é uma ponte suspensa de aço para pedestres. No caminho, olhe para trás e se surpreenda com a imponência da St Paul’s! Na outra ponta está a galeria de arte moderna Tate Modern, aberta diariamente com entrada gratuita.

St Paul's Cathedral - Londres - Inglaterra
St Paul’s vista de Peter’s Hill
Millenium Bridge - Londres - Inglaterra
Millennium Bridge

Continue margeando o Tâmisa até a Tower Bridge, a mais famosa ponte londrina e um dos cartões postais da cidade. Construída no final do século XIX para facilitar o trânsito pela cidade, seu projeto foi uma obra-prima para a época pelo fantástico sistema hidráulico desenhado com o objetivo de garantir, com rapidez, a elevação da ponte viabilizando o tráfego dos barcos pelo Tâmisa. É possível visitar o maquinário.

Tower Bridge - Londres - Inglaterra

Cruze a ponte e vire à esquerda para conhecer a London Tower (veja os horários de funcionamento no site oficial). Esse enorme castelo do século XI foi construído durante a ocupação normanda e usado como prisão até 1952. No entanto, seu principal propósito foi de residência real, com expansões e modificações até o século XIII, quando adquiriu o formato atual, em dois anéis concêntricos de defesa e diversas fortificações e construções. Foi cercado algumas vezes e a manutenção do seu controle significava a permanência como liderança do pais.

London Tower - Londres - Inglaterra
London Tower - Londres - Inglaterra

A visita dura, em média, 2h30. Além das muralhas com uma bela vista para a Tower Bridge, não deixe de visitar as Crown Jewels (as joias da coroa). Dependendo do horário, poderá observar a troca da guarda.

Tower Bridge - Londres - Inglaterra
Tower Bridge
Tower Bridge - Londres - Inglaterra
Tower Bridge
London Tower - Londres - Inglaterra
Capela
London Tower - Londres - Inglaterra
Troca da Guarda

Se sobrar tempo, é possível visitar alguns aposentos e um grande arsenal dos armamentos anteriormente usados para defesa do castelo.

London Tower - Londres - Inglaterra
Canhões previamente usados para defesa
London Tower - Londres - Inglaterra
Aposentos dentro da London Tower

Bem próximo está o The Monument, um obelisco de mais de 60 metros de altura em memória ao Grande Incêndio de Londres, ocorrido em 1666, quando 86% da cidade e um terço das construções foi destruída, deixando mais de 130 mil pessoas sem teto. A reconstrução demorou mais de 50 anos, sendo responsável pelos moldes atuais da área mais antiga da cidade. Como o entorno estava em obras, não conseguimos uma boa foto.

Dependendo do horário (idealmente se for até 12h30 entre novembro e fevereiro ou até 13h30 entre março e outubro) sugerimos pegar um trem em Waterloo para conhecer o Castelo de Windsor. Na volta para o hotel, paramos no The Albert (52 Victoria St), onde nos despedimos do Reino Unido da forma mais típica: cerveja, fish and chips e um sanduíche!

Pub - Londres - Inglaterra
Pub - Londres - Inglaterra

Gostou do roteiro e das dicas? Faça suas reservas pelas caixas de pesquisa na lateral, nos links ao longo do post ou clique para reservas de hospedagem no Booking. Você não paga nada a mais por isso e nos ajuda a manter o site. Obrigado!

Thiago Carvalho

Carioca, casado, 33 anos, médico, amante da natureza e apaixonado por viagem, de Itaipava no fim de semana ao Bungee Jumping na Nova Zelândia. Volta de uma viagem com o roteiro pronto para a próxima.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

error: Alerta: Conteúdo Protegido!