Patagônia Argentina: Pelos glaciares de El Calafate

Após três dias maravilhosos em Ushuaia, nosso avião (1h20 de duração; 3h se a origem for Buenos Aires) aterrissou no aeroporto da pequena cidade de El Calafate para mais três dias de paisagens belíssimas e diferente de tudo que já havíamos visto. O aeroporto fica a 20 minutos do centro e o translado pode ser feito de táxi ou shuttle, ambos disponíveis para contratação na chegada. O custo-benefício dependerá do número de pessoas viajando com você.

Com pouco mais de 20 mil habitantes, El Calafate é o ponto mais próximo do Parque Nacional Los Glaciares, situado na província argentina de Santa Cruz, às margens do Lago Argentino e próximo ao deslumbrante parque Torres Del Paine, no Chile. Justamente por isso, uma das opções de roteiro (podemos ajudar no seu planejamento!) é cruzar para a Patagônia Chilena de carro (alugue aqui) e conhecer os dois lados na mesma viagem.

Assim como em Ushuaia, as paisagens mudam muito de acordo com a época do ano e alguns passeios ficam mais restritos durante o inverno, quando os dias são curtíssimos (no verão o dia chega a durar mais de 15h). Por isso, muitos preferem ir entre dezembro e fevereiro, o que implica em um número elevado de turistas na região. Assim, recomendo ir na segunda metade da primavera, quando ainda veremos muito das paisagens de inverno, sem sermos castigados pelo frio intenso, os dias menores e a restrição dos passeios. No nosso caso (fui com meus pais!) fomos em janeiro – férias da faculdade!

Existem várias opções de hotéis e a escolha, assim como em Ushuaia é definida pela proximidade ao centro: como o bem localizado Hotel Kosten Aike ou a bela vista do confortável Los Ponchos Apart Boutique. Optamos pela proximidade e não nos arrependemos.

Chegamos na cidade no período da tarde e providenciamos os passeios para Perito Moreno e Navegação pelos Glaciares (com o crescimento do turismo, recomendamos a reserva com antecedência, sobretudo no verão!). O número de dias não nos permitiu a visita a El Chaltén, capital argentina dos trekkings! No entanto, assim como a ida ao Torres Del Paine, não recomendamos o esquema “bate e volta”, pois acordará muito cedo, passará a maior parte do tempo no transporte (6h) e poderá realizar apenas um fragmento do que é possível (e correndo!). O ideal é planejar pelo menos dois dias com um pernoite. Contudo, se preferir, existem passeios de um dia para cada um desses locais saindo de El Calafate.

O resto do dia aproveitamos para dar uma volta pela cidade. Embora mínima, é muito agradável e lembra algumas cidades serranas brasileiras e europeias. Na época não havia o Glaciarium, um complexo que compreende um museu temático sobre os glaciares da região e um bar feito de gelo (o transfer de 5km a partir do centro está incluído na tarifa). Um casal de amigos foi e adorou!

El Calafate - Patagonia Argentina

No dia seguinte fizemos a Navegação pelos Glaciares: um passeio de barco sensacional pelos principais glaciares da Patagônia Argentina! Um ônibus faz o translado de 1h por belas paisagens até o porto Punta Bandera.

Glaciares - El Calafate - Patagonia Argentina

Pagamos a entrada do parque e embarcamos em um confortável catamarã pelo Lago Argentino, cercado pela cordilheira ainda nevada.

Glaciares - El Calafate - Patagonia Argentina

Glaciares - El Calafate - Patagonia Argentina

Pelo caminho o barco desvia de inúmeros blocos de gelo flutuantes dos mais diversos tamanhos – formam verdadeiras esculturas de um azul indescritível em um degradé que vai do marinho ao piscina reluzindo os raios de sol!

Glaciares - El Calafate - Patagonia Argentina

Glaciares - El Calafate - Patagonia Argentina

Glaciares - El Calafate - Patagonia Argentina

Glaciares - El Calafate - Patagonia Argentina

Glaciares - El Calafate - Patagonia Argentina[ Glaciares - El Calafate - Patagonia Argentina

A primeira parada foi no bosque da Bahia Onelli para contemplar de perto (e a pé!) os glaciares Onelli, Bolados e Agassiz.

Glaciares - El Calafate - Patagonia Argentina

Glaciares - El Calafate - Patagonia Argentina

Glaciares - El Calafate - Patagonia Argentina

Glaciares - El Calafate - Patagonia Argentina

No entanto, tive a informação que pelo deslocamento de blocos de gelo – o que dificultou o acesso -, as empresas não incluem mais essa visitação. Continuamos, então, até a segunda (atualmente primeira!) parada: o gigantesco (3º maior da América do Sul!) e imponente Glaciar Upsala. Infelizmente pelo aquecimento global vem diminuindo de tamanho ao longo das últimas décadas.

patagonia-el-calafate-glaciares-10

Glaciares - El Calafate - Patagonia Argentina

Glaciares - El Calafate - Patagonia Argentina

Glaciares - El Calafate - Patagonia Argentina

Seguindo viagem, fizemos uma breve passagem em frente ao Glaciar Seco, cujo nome reflete o fato de não tocar na água.

Glaciares - El Calafate - Patagonia Argentina

Glaciares - El Calafate - Patagonia Argentina

Mais alguns minutos e chegamos bem próximos ao Glaciar Spegazzini, nossa última parada.

Glaciares - El Calafate - Patagonia Argentina

Glaciares - El Calafate - Patagonia Argentina

No retorno até o porto, fomos surpreendidos por mais alguns belos blocos.

Glaciares - El Calafate - Patagonia Argentina

Glaciares - El Calafate - Patagonia Argentina

E pequenas cascatas resultantes do degelo dos glaciares.

Glaciares - El Calafate - Patagonia Argentina

Com a modificação do trajeto, o passeio foi encurtado e chega no meio da tarde, o que permite tempo para ir ao complexo Glaciarium ou dar uma volta pela cidade. À noite jantamos no La Tablita degustando o melhor cordeiro patagônico da viagem. Foi caro, mas valeu cada centavo (recomendo reservar!).

Restaurante - El Calafate - Patagonia Argentina

No terceiro dia fizemos a visita ao Glaciar Perito Moreno. Esse passeio de dia inteiro tem quatro variações:

  • Visita às passarelas, que permite apreciar com calma o glaciar.
  • Visita às passarelas + passeio de barco: parte do tempo no parque é destinado ao passeio de barco até próximo ao glaciar. Válido principalmente para os que não farão o passeio da navegação aos glaciares.
  • Minitrekking: translado de barco até o glaciar para andar sobre ele por cerca de 2h. Retorno para visita às passarelas. Existem restrições de idade e de época do ano. Nível de dificuldade: intermediário.
  • Big Ice: translado de barco até o glaciar, caminhada pela mata próxima à geleira por mais de 1h e pelo glaciar por mais de 3h. Retorno para visita às passarelas. Existem restrições de idade e de época do ano. Nível de dificuldade: difícil.

Como escolher? Os dois últimos são passeios para os que desejam andar sobre o glaciar, sendo o primeiro com paisagens mais impressionantes. Contudo, em ambos, o tempo nas passarelas é mais curto e para alguns pode ser insuficiente para explorar todos os decks de observação.

Optamos pela visita apenas às passarelas do Perito Moreno para contemplar com calma essa gigantesca geleira que, a despeito do aquecimento global, não perdeu tamanho ao longo dos anos. São incríveis 5km de extensão e 60 metros de altura! O translado dura cerca de 1h até a entrada do parque, onde é necessário pagar o ingresso, assim como no outro passeio.

Perito Moreno - Patagonia ArgentinaLago Argentino visto da estrada

Perito Moreno - Patagonia ArgentinaChegada no Perito Moreno

Para chegar às passarelas é preciso realizar uma breve caminhada com uma vista espetacular do Lago Argentino.

Perito Moreno - Patagonia Argentina

Uma vez nas passarelas, aproveite o tempo para contemplar, tranquilamente e de todos os ângulos, a deslumbrante imagem.

Perito Moreno - Patagonia Argentina

Perito Moreno - Patagonia Argentina

Perito Moreno - Patagonia Argentina

Perito Moreno - Patagonia Argentina

Perito Moreno - Patagonia Argentina

Perito Moreno - Patagonia Argentina

Perito Moreno - Patagonia Argentina

Como está em constante modificação, é possível observar os “desabamentos” de blocos de gelo durante a visita. Fantástico!

Perito Moreno - Patagonia Argentina

Retornamos no final da tarde, jantamos uma deliciosa massa e descansamos. No quarto dia, fizemos o check-out, rumo ao aeroporto para retornar a Buenos Aires.

Gostou do roteiro e das dicas? Faça suas reservas pelas caixas de pesquisa na lateral, nos links ao longo do post ou clique para reservas de hospedagem no Booking ou aluguel de carros no RentalCars. Você não paga nada a mais por isso e nos ajuda a manter o site. Obrigado!


Precisa de orientação para montar um roteiro inesquecível por El Calafate e Patagônia Argentina? Quer ajuda em reservas de hotéis, passagens de avião, ônibus ou aluguel de carros? Quer montar um roteiro 100% personalizado e tornar sua viagem inesquecível? Visite nossa página de Roteiros Personalizados ou deixe sua mensagem abaixo.

Gostou do post? Compartilhe!

Thiago Carvalho

Carioca, casado, 30 anos, médico, amante da natureza e apaixonado por viagem, de Itaipava no fim de semana ao Bungee Jumping na Nova Zelândia. Volta de uma viagem com o roteiro pronto para a próxima.

Você pode gostar...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

error: Reprodução ou cópia não autorizada!