Pelas cachoeiras e verde da Parte Baixa do Parque Nacional do Itatiaia

O Parque Nacional do Itatiaia (site oficial aqui) foi o primeiro parque nacional do Brasil, criado em 1937. Está localizado na Serra da Mantiqueira e abrange os municípios de Resende e Itatiaia, no Rio de Janeiro, e Bocaina de Minas e Itamonte em Minas Gerais. Divide-se em duas partes: Alta e Baixa, sendo a última a mais visitada pelos turistas, pela facilidade de acesso. Nosso enfoque será justamente a Parte Baixa, habitualmente ponto certo na visita à linda cidade de Penedo.

Quando visitar?
A Parte Baixa do Parque Nacional do Itatiaia pode ser visitada durante todo o ano, mas recomendamos o período da primavera ou outono, quando a temperatura não é tão fria como no inverno e o risco de chuvas é menor que no verão, quando as famosas “trombas d’água” são um perigo aos banhistas e visitantes!

Quanto tempo ficar?
O mais comum para a visitação da Parte Baixa é um bate e volta a partir de Penedo, mas se preferir fazer com mais calma as trilhas e passeios, sugerimos dois dias para uma experiência completa.

Como chegar?
Para entrar no Parque Nacional do Itatiaia é necessário cruzar a cidade de Itatiaia e seguir as placas que indicam a direção do parque (pouco menos de 5 km).

  • Do Rio de Janeiro: são 180 km pela Via Dutra (BR-116) sentido São Paulo, saindo em Itatiaia.
  • De São Paulo: são 270 km pela Via Dutra (BR-116) sentido Rio de Janeiro, saindo em Itatiaia.

Se vier de outro estado, o aeroporto mais próximo é o Internacional do Rio de Janeiro (Galeão), de onde sugerimos alugar um carro (alugue aqui).

Onde ficar?
Conforme explicamos, o mais comum é um bate e volta a partir de Penedo, mas existem hotéis dentro ou próximos da entrada do parque (veja aqueles disponíveis no Booking aqui). Nas duas vezes em que fiquei dentro do parque (2006 e 2007), nos hospedamos no Hotel do Ypê, um antigo hotel que necessita de uma boa reforma. Contudo, a localização é privilegiada e as trilhas da Parte Baixa podem ser feitas todas a pé. O hotel funciona no regime de pensão completa, com uma comida simples, mas saborosa. Os quartos são espaçosos, mas muito antigos.

Hotel do Ype - Parque Nacional de ItatiaiaChalés e área da piscina

Hotel do Ype - Parque Nacional do ItatiaiaVista do Hotel

Outras alternativas dentro do parque são o Hotel Chalés Terra Nova, o Hotel Pousada Esmeralda e o Hotel Donati. Todos são simples e alguns funcionam no regime de pensão completa para uma experiência total de tranquilidade!

O Roteiro
É possível conhecer as principais atrações em apenas um dia, caso chegue cedo e saia no final da tarde. No entanto, se estiver hospedado dentro do parque, distribua as atrações ao longo dos dois dias. O ingresso deve ser pago em dinheiro e grande parte do parque pode ser percorrido de carro. Não deixe de conferir as promoções, caso planeje visitar o parque por mais de um dia. A entrada do parque e o Centro de Visitantes são bem estruturados, sendo possível obter informações para um passeio seguro pelas trilhas.

Entrada - Parque Nacional de ItatiaiaEntrada

Sede - Parque Nacional de ItatiaiaCentro de Visitantes

O atrativo mais próximo da sede é o Lago Azul, a menos de 500 metros do Centro de Visitantes. Pela infraestrutura, esse é um dos melhores locais para um piquenique, com bancos e quiosque para uma refeição ao ar livre. Estivemos em um período de seca, logo o lago estava com o nível muito baixo.

Lago Azul - Parque Nacional do Itatiaia

Siga quase quatro quilômetros de carro ou a pé até nossa próxima parada: o estacionamento que dá acesso a duas trilhas (fáceis!) para três cachoeiras. No caminho, paisagens incríveis exigirão uma breve parada para contemplação.

Vista - Parque Nacional do Itatiaia

A primeira trilha, com pouco mais de 600 metros, leva até a Cachoeira Itaporani que desemboca em um belíssimo lago.

Cachoeira Itaporani - Parque Nacional do Itatiaia

No retorno, não deixe de conferir, por uma pequena trilha de 250 metros, a Cachoeira Véu da Noiva – uma queda de mais de 40 metros de altura formando a bela imagem do véu!

Cachoeira Véu da Noiva - Parque Nacional do Itatiaia

Cachoeira Véu da Noiva - Parque Nacional do Itatiaia

Por último, caminhe pela trilha que leva à Piscina Natural do Maromba, formada por duas quedas d’água que criam um belíssimo poço de águas cristalinas. O passeio chegou ao fim e nada melhor que relaxar nas geladas, mas relaxantes, águas do rio!

Piscina da Maromba - Parque Nacional do Itatiaia

Piscina da Maromba - Parque Nacional do Itatiaia

Piscina da Maromba - Parque Nacional do Itatiaia

Caso fique dois dias, considere fazer a íngreme trilha de 7 km para contemplar os Três Picos, uma cadeia montanhosa. A duração leva cerca de 4 horas e optamos por não fazer, pois nas duas ocasiões em que dormimos no parque preferimos descansar em meio à natureza e visitar os demais atrativos.

No retorno, entre o Centro de Visitantes e a entrada, faça uma breve parada no Mirante do Último Adeus e não diga “adeus”, mas “até logo” para esse recanto de tranquilidade!

Mirante do Ultimo Adeus - Parque Nacional do Itatiaia

Gostou do roteiro e das dicas? Faça suas reservas pelas caixas de pesquisa na lateral, nos links ao longo do post ou clique para reservas de hospedagem no Booking ou aluguel de carros no RentalCars. Você não paga nada a mais por isso e nos ajuda a manter o site. Obrigado!


Precisa de orientação para montar um roteiro inesquecível pela região de Itatiaia? Quer ajuda em reservas de hotéis, passagens de avião, ônibus ou trem? Quer montar um roteiro 100% personalizado e tornar sua viagem inesquecível? Visite nossa página de Roteiros Personalizados ou deixe sua mensagem abaixo.

Gostou do post? Compartilhe!

Thiago Carvalho

Carioca, casado, 30 anos, médico, amante da natureza e apaixonado por viagem, de Itaipava no fim de semana ao Bungee Jumping na Nova Zelândia. Volta de uma viagem com o roteiro pronto para a próxima.

Você pode gostar...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

error: Reprodução ou cópia não autorizada!