Blumenau, um pedacinho da Alemanha no sul do Brasil

Cortada pelo rio Itajaí-açú, que dá nome ao vale, encontra-se Blumenau, a terceira maior cidade do estado de Santa Catarina, com uma população próxima a 350 mil habitantes. Fundada pelo farmacêutico e filósofo Hermann Bruno Otto Blumenau em setembro de 1850, a cidade teve importante colonização alemã e, ao longo dos seus mais de 150 anos de história, se desenvolveu social e economicamente, alcançando um dos melhores Índices de Desenvolvimento Humano (IDH) do país.

Qual a melhor época para visitar Blumenau?
Com um clima subtropical úmido, Blumenau possui temperatura amena (11ºC de média em julho e 24ºC em janeiro), com verões mais chuvosos e invernos mais secos. Por isso, a cidade pode ser visitada durante o ano todo, mas a melhor época é durante alguma festa local, sobretudo a Oktoberfest, quando é possível um contato ainda mais próximo com a cultura e gastronomia alemã, que transcende a festa cervejeira. Uma experiência única! Foi exatamente o que fizemos em outubro de 2016 (leia mais sobre nossas dicas e experiência durante a Oktoberfest aqui).

Quanto tempo ficar em Blumenau?
O centro histórico é pequeno e as atrações podem ser facilmente conhecidas em dois dias, tornando-se um excelente destino para finais de semana ou feriados. No entanto, se puder reservar quatro dias e esticar até as vizinhas Pomerode e Brusque não irá se arrepender.

Como chegar em Blumenau?
O aeroporto mais próximo é o de Navegantes (apenas 50 km pela BR-470), mas os mais utilizados são Joinville (a 100 km pela SC-108) e Florianópolis (a 150 km pela BR-101 e BR-470). As principais companhias aéreas brasileiras oferecem voos para essas cidades, mas com mais restrições de partida e horários para Navegantes. A partir do aeroporto, pode-se chegar a Blumenau de ônibus, alugando um carro (alugue aqui) ou contratando um transfer.

Onde se hospedar em Blumenau?
Embora seja uma cidade turística, o número de hotéis não é grande (veja todos aqui). Recomendamos a região central, de onde é possível visitar as principais atrações turísticas a pé. Ficamos no Plaza Blumenau Hotel. Embora conceituado como quatro estrelas e com um café da manhã excelente, achamos o quarto mal conservado, sobretudo pela tarifa cobrada. O serviço de estacionamento foi ótimo, assim como a atenção dos funcionários do hotel.

Outras sugestões são os três estrelas Hotel Gloria e Himmelblau Palace Hotel. Pela pouca oferta de hotéis, recomendamos reservar com antecedência.

O Roteiro
Elaboramos o roteiro considerando um final de semana na cidade e, portanto, priorizamos o Glas Park para a manhã do primeiro dia (fechado aos domingos e sábados à tarde!). No entanto, se estiver na cidade durante a semana, sugerimos ficar um dos dias apenas no centro e no segundo fazer as atrações mais distantes.

Comece o dia cedo para visitar o Glas Park (Rua Rudolf Roedel, 233), uma fábrica e loja de cristais, onde é possível conhecer (e assistir!) um pouco sobre a técnica de produção e comprar belas peças decorativas.

Glass Park - Blumenau - Santa CatarinaEntrada

Glass Park - Blumenau - Santa CatarinaFábrica

Glass Park - Blumenau - Santa CatarinaLoja

Bem próximo está a Fábrica e Bar da Eisenbahn (R. Bahia, 5181), a cervejaria da cidade. É possível agendar previamente uma visitação com explicações sobre o processo de fabricação da cerveja, mas os horários e dias são bem restritos e, por isso, não fizemos! O bar funciona diariamente. Confira mais informações no site oficial.

Eisenbahn - Blumenau - Santa Catarina

Retorne para o centro e aproveite o resto do dia para caminhar (e passear!) pelos 1,5km da rua XV de Novembro, chamada de Wurststraße no século XIX. Era a principal rua comercial de Blumenau e, atualmente, abriga as principais construções históricas da cidade. Em seu início, na interseção com a R. Alwin Schrader, está o Museu de Hábitos e Costumes, um pequeno museu que abriga as roupas utilizadas pela população desde a fundação da cidade.

Museu de Habitos e Costumes - Blumenau - Santa Catarina

A próxima rua – Alameda Duque de Caxias -, além de cuidadosamente arborizada, abriga o Museu da Família Colonial, uma viagem ao tempo dos primeiros habitantes da cidade, a bela construção do Arquivo Histórico da Fundação Cultural e o Marco Zero da cidade.

Museu da Familia Colonial - Blumenau - Santa CatarinaMuseu da Família Colonial

Fundacao Cultural - Blumenau - Santa CatarinaArquivo Histórico

Marco Zero - Blumenau - Santa CatarinaMarco Zero da cidade

Não deixe de passear, contemplar as belas construções e visitar a Igreja Luterana do Espírito Santo no final da alameda, construída em 1877.

Igreja Luterana - Blumenau - Santa Catarina

De volta à rua XV de Novembro, visite o Museu da Cerveja na agradável Praça Hercílio Luz, com o monumento em homenagem aos imigrantes que fundaram a cidade. A entrada é gratuita! O museu é compacto, relatando de forma breve a história da cerveja. Vale uma parada!

Museu da Cerveja - Blumenau - Santa Catarina Museu da Cerveja

Museu da Cerveja - Blumenau - Santa CatarinaMuseu da Cerveja

Praca Hercilio Luz - Blumenau - Santa CatarinaPraça Hercílio Luz

Praticamente em frente está o Mausoléu do Dr. Blumenau. Inaugurado em 1974, conta a história da vinda do fundador da cidade para o Brasil e é onde estão seus restos mortais e de sua família.

Mausoleu - Blumenau - Santa Catarina

Mausoleu - Blumenau - Santa Catarina

Cruzando a pequena ponte, a rua assume a característica comercial que lhe rendeu a fama, com diversas lojas distribuídas pelas estreitas calçadas que recebem o público durante o desfile da Oktoberfest (veja aqui). No entanto, não deixe de observar as lindas e históricas casas durante a caminhada e a construção germânica da loja de departamento Havan que nos remete ao período medieval.

Havan - Blumenau - Santa CatarinaHavan

Blumenau - Santa CatarinaCasas históricas na XV de Novembro

Ainda na XV de Novembro, suba as escadas da Catedral São Paulo Apóstolo, uma moderna e bonita igreja construída em 1958 em tijolos avermelhados.

Catedral Sao Pedro Apostolo - Blumenau - Santa Catarina

Catedral Sao Pedro Apostolo - Blumenau - Santa Catarina

Na mesma quadra está a Feira de Artesanato, um conjunto de lojinhas com boa variedade de produtos e souvernirs da cidade a preços atrativos.

Feira de Artesanato - Blumenau - Santa Catarina

Poucos passos adiante está o Teatro Carlos Gomes, um espaço cultural criado em 1860 destinado à promoção de eventos musicais. O prédio não encanta, mas faz parte da história da cidade!

Teatro Carlos Gomes - Blumenau - Santa Catarina

Continue até o final da rua XV de Novembro, que termina na Praça Victor Konder com seu bem cuidado Relógio das Flores, inaugurado em homenagem aos 150 anos da cidade.

Relogio das Flores - Blumenau - Santa Catarina

Do outro lado da rua está a Prefeitura de Blumenau com a Locomotiva Macuca, a primeira locomotiva da cidade, importada em 1908 da Alemanha, cujo nome foi dado pela similaridade do apito com o som da ave homônima.

Prefeitura - Blumenau - Santa CatarinaPrefeitura de Blumenau

Locomotiva Macuca - Blumenau - Santa CatarinaLocomotiva Macuca

Ao lado da prefeitura está o Monumento da Paz. Inaugurado em 2006, o grande globo simboliza a união de todos os povos. Atrás está o rio Itajaí-Açu, por onde os primeiros imigrantes chegaram à cidade. Unindo as duas margens, observe a Ponte Aldo Pereira, inaugurada em 1931 com aço importado da Alemanha. Seu objetivo inicial era a comunicação de Blumenau à Itajaí pela estrada de ferro.

Monumento da Paz - Blumenau - Santa CatarinaMonumento da Paz

Rio Itajai Acu - Blumenau - Santa CatarinaRio Itajaí-Açu

Ponte Aldo Pereira - Blumenau - Santa CatarinaPonte Aldo Pereira

Aproveite para tomar um café na Confeitaria Cafehaus Gloria (R. Sete de Setembro, 1213 – paralela à XV de Novembro), uma das casas mais tradicionais da cidade – inaugurada em 1977 -, servindo um café colonial, cujo quitute indispensável é a Torta Glória (ou Torta Glória invertida), uma torta de chocolate fabulosa!

Cafe Gloria - Blumenau - Santa CatarinaConfeitaria Cafehaus Glória

Cafe Gloria - Blumenau - Santa CatarinaTorta Glória Invertida – com chocolate branco!

No segundo dia, aproveite para ir caminhando (ou de carro!) até o Parque Ramiro Ruediger, um espaço verde de 45 mil metros quadrados onde os turistas e a população local dividem as trilhas para caminhadas, corridas, pedaladas ou piqueniques. Formidável!

Parque Ramiro - Blumenau - Santa Catarina

Parque Ramiro - Blumenau - Santa Catarina

Bem ao lado está o Parque Vila Germânica, a casa da Oktoberfest e de outros festivas, que funciona diariamente com lojas e restaurantes distribuídos ao longo de algumas ruas temáticas que lembram as cidades do interior da Alemanha pela construção enxaimel. Um passeio imperdível e uma excelente oportunidade para degustar uma boa cerveja acompanhada de pratos típicos alemães.

Parque Vila Germanica - Blumenau - Santa Catarina

Parque Vila Germanica - Blumenau - Santa Catarina

Se tiver mais tempo, recomendamos os seguintes passeios:

Gostou do roteiro e das dicas? Faça suas reservas pelas caixas de pesquisa na lateral, nos links ao longo do post ou clique para reservas de hospedagem no Booking ou aluguel de carros no RentalCars. Você não paga nada a mais por isso e nos ajuda a manter o site. Obrigado!


Precisa de orientação para montar um roteiro inesquecível por Blumenau? Quer ajuda em reservas de hotéis, passagens de avião, ônibus ou aluguel de carros? Quer montar um roteiro 100% personalizado e tornar sua viagem inesquecível? Visite nossa página de Roteiros Personalizados ou deixe sua mensagem abaixo.

Gostou do post? Compartilhe!

Thiago Carvalho

Carioca, casado, 30 anos, médico, amante da natureza e apaixonado por viagem, de Itaipava no fim de semana ao Bungee Jumping na Nova Zelândia. Volta de uma viagem com o roteiro pronto para a próxima.

Você pode gostar...

12 Resultados

  1. nicole disse:

    é uma cidade muito fofa, eu já fui de passagem mas era muito novinha, não lembro! quero voltar pra oktober! adorei o post

  2. Ah que Show!!!
    Que este ano eu consiga me programar para Oktober, dai vou reler este post novamente! Adorei.

  3. Esse post caiu como uma luva, estava falando com o Paulinho exatamente sobre Blumenau, queremos muito conhecer. Adorei seu roteiro, bom saber que em poucos dias da pra fazer um roteiro bacana e visitar as cidades vizinhas. Vou salvar aqui, obrigada por compartilhar com a gte. abraços

  4. Livia Melo disse:

    Como Blumenau é lindinha! Só tinha ouvido falar na cidade em relação à Oktoberfest, mas vejo que é muito interessante passear fora desse evento tbm. Parabéns pelo post!

  5. Livia Zanon disse:

    Fui à Blumenau eu era bem pequena, não lembrava que tinha essa arquitetura parecida com a Alemanha… Que linda!! Quero voltar pra conhecer melhor =)

  6. Rayane disse:

    Quando morei em Floripa, sempre que algum parente ia me visitar, a gente fazia a dobradinha Brusque e terminava o dia em Blumenau. Eu amo essa cidade, mas só fiz coisas de turistas.
    Amei esse post! Por conhecer um pouco mais da cidade e por relembrar uma época muito boa da minha vida!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

error: Reprodução ou cópia não autorizada!