Piranhas: Rota do Cangaço e as rendeiras de Entremontes

Conforme explicamos no post de Piranhas, um dos passeios da região é a Rota do Cangaço, nome dado à trilha até o local onde Lampião e Maria Bonita, conhecidos como rei e rainha do cangaço, foram mortos.

Um Breve Histórico

O cangaço foi um movimento que ocorreu no final do século XIX e início do XX que, na forma independente, questionava valores da sociedade e lutava por mais justiça no campo. No entanto, o uso de meios violentos por integrantes do movimento era criticado por parte da sociedade. Um dos mais famosos cangaceiros foi Virgulino Ferreira da Silva (conhecido como Lampião), esposo da Maria Alia da Silva (conhecida como Maria Bonita).

O passeio da Rota do Cangaço nos leva para a região onde esses dois e seu bando foram massacrados, dando início ao fim de um movimento que marcou a história nordestina por décadas!

Como contratar/fazer o passeio para a Rota do Cangaço? Qual a duração?

A trilha sai de dois receptivos: o Restaurante Angicos e o Restaurante Cangaço Eco Parque. As vantagens do primeiro é percorrer o mesmo caminho (menor, cerca de 700 metros contra 1500 metros) feito pelos que exterminaram o bando e visitar uma simpática casa usada na época. Já o segundo possui uma infraestrutura maior e mais fácil acesso ao povoado de Entremontes. Ambos possuem uma área para banho no rio São Francisco. Fizemos a partir do Cangaço Eco Parque e o passeio teve duração de 1h30.

Como chegar aos restaurantes?

O trajeto mais fácil (e bonito) é de barco pelo rio São Francisco. Existem duas alternativas, que podem ser contratadas diretamente no porto, nas agências de turismo local e nos hotéis:

  • Catamarã: mais barato, mas com menor flexibilidade de horário (duas saídas pela manhã) e mais lento. Saímos às 8h45 e retornamos 15h.
  • Voadeira (um pequeno barco): um pouco mais cara, mas permite maior flexibilidade, com horário de saída ajustado com o barqueiro e possibilidade de incluir a passagem em Entremontes, economizando o custo adicional se fizer de catamarã e permitindo combinar esse passeio com o dos cânions (veja em “O transparente Vale dos Mestres e o verde exuberante dos Cânions do Xingó“).

O Passeio

Como já tínhamos conhecido o centro histórico de Piranhas e feito os cânions no dia anterior, não tínhamos mais nenhuma pendência. Portanto, optamos pelo passeio de catamarã via Restaurante Eco Parque pela melhor infraestrutura e mais fácil acesso ao povoado de Entremontes. O trajeto é o mesmo das voadeiras – apenas mais lento! O deslocamento demora cerca de 1 hora, com belas paisagens do rio São Francisco e seu entorno.

Sao Francisco - Piranhas - Alagoas
Rio São Francisco
Sao Francisco - Piranhas - Alagoas
Rio São Francisco
Restaurante Angicos - Piranhas - Alagoas
Restaurante Angicos
Cangaco Eco Parque - Piranhas - Alagoas
Restaurante Cangaço Eco Parque

Ao chegar contratamos a Rota do Cangaço e o translado de barco até o povoado de Entremontes. Começamos pela trilha, acompanhados de outros turistas e da guia. Ao longo do trajeto é possível desfrutar do belo contraste da caatinga com o São Francisco.

Rota do Cangaco - Piranhas - Alagoas
Rota do Cangaco - Piranhas - Alagoas
Rota do Cangaco - Piranhas - Alagoas

A caminhada não é longa (cerca de 30 a 40 minutos), mas torna-se cansativa pelo sol quente e o clima extremamente seco. Por isso, não esqueça de levar uma garrafa de água bem gelada e se proteger com filtro solar e camisa e boné! Chegamos finalmente à Grota do Angico, local considerado seguro por Lampião e seu grupo, pelas inúmeras possibilidades de escape e difícil acesso. No entanto, o bando foi traído e atacado em uma emboscada no dia 28 de julho de 1938. Após a morte, o grupo foi degolado e suas cabeças expostas em Piranhas e posteriormente por várias cidades do Nordeste. O mais fantástico do passeio não é o local ou trilha em si, mas a importância na História brasileira recente. Valeu muito a pena!

Rota do Cangaco - Piranhas - Alagoas

O caminho de volta da trilha fizemos por conta própria e sem dificuldade para ganharmos tempo e embarcamos no segundo passeio – a visita ao povoado de Entremontes, a poucos minutos de barco do restaurante. O povoado, que é famoso pelas rendeiras que vendem diferentes tipos de artigos e bordados, é bem simples, mas com uma bela vista do rio São Francisco.

Entremontes - Piranhas - Alagoas
Cruzando o São Francisco a caminho de Entremontes
Entremontes - Piranhas - Alagoas
Ruas de Entremontes
Entremontes - Piranhas - Alagoas
Igreja de Entremontes
Entremontes - Piranhas - Alagoas
Casa do Bordado: ótimo preço e qualidade!
Entremontes - Piranhas - Alagoas
Casa que abrigou o Imperador Dom Pedro durante sua viagem pelo São Francisco
Entremontes - Piranhas - Alagoas
Rio São Francisco

Retornamos ao Eco Parque e aproveitamos a infraestrutura, que é muito boa, com inúmeras áreas de lazer e descanso. Olhamos o buffet e não gostamos muito. Por isso, pedimos apenas um petisco e comemos um doce de cactus (um pouco doce demais, mas gostoso!).

Cangaco Eco Parque - Piranhas - Alagoas
Pequeno jardim com espécies da flora regional
Cangaco Eco Parque - Piranhas - Alagoas
Boa infraestrutura com área de banho segura
Doce de Cactus - Cangaco Eco Parque - Piranhas - Alagoas
Doce de Cactus

Chegamos no porto de Piranhas próximo às 15h e pegamos o carro rumo à Maceió (veja em “Maceió: Um roteiro de 5 a 10 dias pela cidade e praias do litoral sul e norte“).

Gostou das dicas? Faça suas reservas pelas caixas de pesquisa na lateral, nos links ao longo do post ou clique para reservas de hospedagem no Booking. Você não paga nada a mais por isso e nos ajuda a manter o site. Obrigado!

Thiago Carvalho

Carioca, casado, 33 anos, médico, amante da natureza e apaixonado por viagem, de Itaipava no fim de semana ao Bungee Jumping na Nova Zelândia. Volta de uma viagem com o roteiro pronto para a próxima.

2 Resultados

  1. gilberto jaques de sousa disse:

    muito lindo ainda vou passear nesta linda regiao

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

error: Alerta: Conteúdo Protegido!