Serra Gaúcha: Visitando o Canyon do Itaimbezinho

Conforme explicamos no post da Serra Gaúcha, um passeio incrível se tiver mais tempo é visitar o Canyon do Itaimbezinho, no Parque Nacional dos Aparados da Serra, próximo a Cambará do Sul, na divisa entre o estado do Rio Grande do Sul e Santa Catarina. A formação rochosa, com nome do tupi-guarani que significa pedra afiada, tem mais de 100 milhões de anos e conta com uma profundidade de mais de 700 metros e extensão de quase 6 km – um dos maiores da América do Sul.

Como chegar? O Canyon do Itaimbezinho está localizado a 110km de Gramado (2h) pela RS-235 até São Francisco de Paula (saída por Canela) e RS-020 até Cambará do Sul. Dessa forma, pode ser conhecido de carro (alugue aqui) ou através de uma excursão contratada no centro de Gramado ou Canela. A estrada é asfaltada até Cambará, sendo apenas 18km de terra em boas condições pela RS-427 até a entrada do parque. Se estiver em Santa Catarina, siga pela BR-101 e SC-290 até Praia Grande e, em seguida, pela SC-290 e RS-427 até o parque (23km de terra).

Quando ir? O parque está aberto o ano todo, de terça a domingo, de 9h às 17h (abre nas segundas se for feriado!). Não existe uma melhor época para visitar o local. Vale a lembrança apenas que no inverno as temperaturas são mais baixas e, portanto, casacos corta-vento, gorros, luvas e cachecóis podem ser necessários.

O que fazer? A entrada é paga (veja os valores no site oficial) e a sede do parque possui uma infraestrutura adequada com sanitários e informações turísticas. Duas trilhas planas, bem sinalizadas e de fácil acesso podem ser feitas sem auxílio de um guia para observação a partir da borda do cânion: do Cotovelo (6km entre 2h30 e 3h) e do Vértice (1,5km em 1h). Uma terceira trilha partindo de outro ponto, chamada de Rio do Boi, acessa sua borda através de uma caminhada de 16km (ida e volta) em quase 7h – é sugerido acompanhamento de guia e reserva. A flora é belíssima com um misto da Mata Atlântica e da Araucária espalhadas pelos desfiladeiros e planícies, que servem de morada para aves e mamíferos.

O que levar? Sugerimos roupas adequadas à temperatura, mas que sejam leves e confortáveis, sobretudo os calçados – de preferência tênis. Leve, ainda, água para se hidratar e algum lanche para matar a fome.

Onde ficar? Se você optar por fazer a Trilha Rio do Boi ou visitar o Cânion Fortaleza (um outro belíssimo cânion na região), sugerimos dormir um dia em Cambará do Sul, pois um dia fica muito corrido para fazer tudo. Existem poucos hotéis (veja aqui) e sugerimos o moderno Cambará Eco Hotel, o luxuoso Parador Casa da Montanha ou o mais simples Pousada Brisa dos Canyons. Caso contrário, é tranquilo fazer um bate e volta de Gramado.

Como foi um bate e volta a partir de Gramado, fizemos as duas trilhas principais do topo do Itaimbezinho – Cotovelo e Vértice. Foram super tranquilas e as paisagens são de tirar o fôlego. Saímos no início da manhã e retornamos no meio da tarde!

Canyon do Itaimbezinho - Aparados da Serra - Serra Gaucha

Canyon do Itaimbezinho - Aparados da Serra - Serra Gaucha

Canyon do Itaimbezinho - Aparados da Serra - Serra Gaucha

Canyon do Itaimbezinho - Aparados da Serra - Serra Gaucha

Canyon do Itaimbezinho - Aparados da Serra - Serra Gaucha

Canyon do Itaimbezinho - Aparados da Serra - Serra Gaucha

Para ver mais dicas, passeios, cidades e atrações da Serra Gaúcha, clique aqui.

Gostou do roteiro e das dicas? Faça suas reservas pelas caixas de pesquisa na lateral, nos links ao longo do post ou clique para reservas de hospedagem no Booking ou aluguel de carros no RentalCars. Você não paga nada a mais por isso e nos ajuda a manter o site. Obrigado!


Precisa de orientação para montar um roteiro inesquecível pela região da Serra Gaúcha? Quer ajuda em reservas de hotéis, passagens de avião, ônibus ou aluguel de carros? Quer montar um roteiro 100% personalizado e tornar sua viagem inesquecível? Visite nossa página de Roteiros Personalizados ou deixe sua mensagem abaixo.

Gostou do post? Compartilhe!

Thiago Carvalho

Carioca, casado, 30 anos, médico, amante da natureza e apaixonado por viagem, de Itaipava no fim de semana ao Bungee Jumping na Nova Zelândia. Volta de uma viagem com o roteiro pronto para a próxima.

Você pode gostar...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

error: Reprodução ou cópia não autorizada!