Visitando alguns dos principais castelos do Cinturão de Ferro do País de Gales

Conforme explicado no post sobre o País de Gales, após conhecermos York, na Inglaterra, partimos para o interior galês em direção a alguns dos mais de 500 castelos no País de Gales. Pelos inúmeros conflitos, sobretudo após a saída dos romanos no século V, os castelos funcionaram como fortificações fundamentais para a proteção não apenas dos nobres, mas também da população do entorno, exatamente como retratados nos principais filmes de fantasia ou história medieval. Por isso, seu formato e construção são bem semelhantes ao estereótipo que temos quando pensamos em um castelo e bem diferente dos verdadeiros palácios no interior da França e Alemanha ou mesmo de capitais europeias.

O mais difícil é escolher dentre tantos, mas alguns se destacam pelo papel fundamental na história do país – os castelos do chamado Iron Ring (Cinturão de Ferro), um plano ambicioso desenvolvido pelo Rei Edward I para garantir o controle inglês sobre o País de Gales após sua invasão no século XIII. Além de fortificações incríveis do ponto de vista de segurança e defesa, estabeleceram um modelo de interdependência entre o castelo e o povoado em seu entorno. Como se não bastasse, a proximidade com o mar garantia não apenas o comércio, mas também a proteção e a chegada de suprimentos mesmo em épocas de guerra. Desde 1986, os castelos de Conwy, Beaumaris, Caernarfon e Harlech fazem parte do Patrimônio da Humanidade pela UNESCO.

Qual a melhor época para visitar os castelos no interior do País de Gales?
O inverno tem temperatura média entre 1ºC e 7ºC e o verão fica entre 11ºC e 19ºC, já as chuvas são frequentes e distribuídas de forma uniforme ao longo do ano, com maior incidência no inverno. Por isso, considere ir entre maio e agosto, quando as temperaturas são mais amenas, a chance de chuva é um pouco menor e os dias mais longos. Fomos em março de 2015, quando estava frio e, é claro, chovendo!

Quanto tempo para visitar os castelos no interior do País de Gales?
Não existe um tempo mínimo ou máximo para esse passeio, uma vez que dependerá exclusivamente do número de castelos que deseja conhecer, do tempo em cada castelo e da localização, uma vez que o deslocamento consumirá uma boa parte do seu dia.

Como existem castelos maiores e menores, sugerimos visitar entre 3 e 4 castelos por dia, para que possa fazer o passeio com calma, destinando em torno de 1 a 2 horas para cada um. Outra recomendação, é definir, no máximo, três castelos imperdíveis e um a dois adicionais, para não faltar tempo para os principais e evitar tempo ocioso.

Em decorrência do deslocamento a partir de York, tivemos pouco mais de 1 dia inteiro para a visita aos castelos, mas permitiu que começássemos pelo norte do País de Gales e concluíssemos no sul, passando em Cardiff, antes de seguir para o sul da Inglaterra.

Como visitar os castelos no interior do País de Gales?
Existem três opções:

  • Carro (alugue aqui): nossa recomendação, sobretudo para maximizar o tempo, determinar seu próprio roteiro e conhecer alguns castelos de mais difícil acesso! A única dificuldade é a mão inglesa, sobretudo no início, mas nada que impossibilite. A distância e rota dependerão do ponto de partida e destino final, mas apenas para dar uma ideia do trajeto, a distância do extremo norte ao sul do País de Gales (Beumaris a Cardiff) é de 300 km e de Londres a Cardiff 250 km.

Alugamos o carro no aeroporto de Edimburgo para fazer a viagem por toda a Grã-Bretanha. Não foi barato, principalmente pela necessidade de pagar o deslocamento (devolvemos em outra cidade), mas a qualidade dos carros é infinitamente superior à que temos no Brasil.

  • Excursão: existem agências em Londres e, sobretudo, Cardiff que fazem os passeios de bate e volta ou com pernoite pelo País de Gales, permitindo a visita a algumas regiões e castelos.
  • Trem: é possível um bate e volta ou um roteiro parando em algumas cidades que abrigam os principais castelos a partir de Cardiff. No entanto, a distância entre as cidades não é curta, os horários dos trens podem ser um fator limitante e é importante considerar o deslocamento entre a estação de trem e o castelo.

Onde se hospedar no País de Gales?
Dependerá muito do trajeto e castelos escolhidos para sua visita. Muitos fazem Cardiff, a capital, de base (veja aqui). No entanto, se for dispensar mais de um dia para o passeio, recomendamos escolher pequenas cidades no trajeto entre os castelos planejados para cada dia, implicando em menor custo de hospedagem e ganho de deslocamento.

No nosso caso, como saímos de manhã de York, chegamos antes do meio-dia na primeira parada – Denbigh. Percorremos mais três castelos até o final da tarde e, como o seguinte ficava mais ao sul, dormimos em Shrewsbury. Não existem muitos hotéis na cidade (veja todos aqui). Ficamos no simples, mas suficiente Premier Inn Town Center. Outras sugestões são Mercure Shrewsbury Albrighton Hall Hotel & SpaHoliday Inn ExpressAlbright Hussey Manor Hotel.

O Roteiro
Como já adiantamos, saímos bem cedo de York, na Inglaterra, e chegamos no final da manhã no norte do País de Gales. Como teríamos o resto desse dia e metade do seguinte, escolhemos três castelos do Cinturão de Ferro e outro pelas belas fotos que vimos em nossas pesquisas. Esse percurso só foi possível pela proximidade entre a primeira e última parada (cerca de 100 km).

Começamos pelo Castelo de Denbigh, localizado na cidade homônima, a apenas 10 km da estrada A55. Construído durante as campanhas do rei Edward I no século XIII, essas belas ruínas imperam na colina no topo da cidade, tendo substituído as fortificações galesas que existiam antes da ocupação inglesa.

Castelo de Denbigh - Pais de Gales - Reino UnidoEntrada

Castelo de Denbigh - Pais de Gales - Reino UnidoRuínas na entrada

Castelo de Denbigh - Pais de Gales - Reino UnidoExterior

Castelo de Denbigh - Pais de Gales - Reino UnidoEntrada para o pátio interno, cercado por muralhas

Castelo de Denbigh - Pais de Gales - Reino UnidoEntorno do castelo

Retornamos para a A55 em direção ao Castelo Conwy, na cidade de Conwy, a 40 km de Denbigh. O castelo, também construído durante o reinado de Edward I, faz parte do Iron Ring e possui oito torres de pedra, que se comunicam com a cidade murada. Comece o passeio andando sobre as muralhas e deslumbre-se com sua ótima conservação e suas 22 torres de defesa, e com a bela vista do mar ao fundo.

Castelo de Conwy - Pais de Gales - Reino UnidoEntrada para a cidade

Castelo de Conwy - Pais de Gales - Reino UnidoAndando sobre a muralha com o mar ao fundo

Dentro do castelo, é possível passear pelo pátio interno, pelas masmorras, pelas ruínas da capela e os locais de inúmeros outros aposentos. Não deixe de observar bem do alto a baía como os antigos guardas faziam!

Castelo de Conwy - Pais de Gales - Reino UnidoPátio interno do castelo

Castelo de Conwy - Pais de Gales - Reino UnidoVista das muralhas de dentro do castelo

Castelo de Conwy - Pais de Gales - Reino UnidoVista da baía do topo

Castelo de Conwy - Pais de Gales - Reino UnidoTorres que compõe o portão (restauradas)

Castelo de Conwy - Pais de Gales - Reino UnidoRuínas da capela

Castelo de Conwy - Pais de Gales - Reino UnidoMasmorra

Menos de 40 km adiante pela A55 encontra-se o Castelo de Beaumaris, também do século XIII e integrante do Cinturão de Ferro. Com uma arquitetura bem distinta do Conwy, o modelo de defesa é baseado nas “muralhas dentro de muralhas”, ou seja, o castelo possui várias camadas, como uma cebola, permitindo que mesmo que a “camada externa” seja invadida, a interna poderia se defender independentemente. Considerado tecnicamente perfeito, com uma simetria inacreditável, nunca foi concluído, pois a atenção inglesa voltou-se à resistência escocesa. Uma curiosidade é o fato de, naquela época, existir a comunicação do rio com o lago que cerca o castelo.

Castelo de Beaumaris - Pais de Gales - Reino UnidoExterior

Castelo de Beaumaris - Pais de Gales - Reino UnidoExterior

Castelo de Beaumaris - Pais de Gales - Reino Unido Entrada

Castelo de Beaumaris - Pais de Gales - Reino UnidoPátio interno entre as duas “camadas” principais

Castelo de Beaumaris - Pais de Gales - Reino UnidoFortificações para a “segunda camada”

Castelo de Beaumaris - Pais de Gales - Reino UnidoPelos estreitos corredores

Castelo de Beaumaris - Pais de Gales - Reino UnidoRuínas da capela

A menos de 20 km de distância está o Castelo de Caernarfon, a última parada do dia. Também parte do Iron Ring, a construção desse castelo é bem distinta das anteriores, com paredes e torres retificadas, trabalhadas e altíssimas. Mais uma obra-prima do reinado de Edward I. Diferentemente de muitas atrações no mundo, uma particularidade nessa visitação merece o relato: quando nos dirigimos para pagar a entrada, o atendente informou que a visita seria gratuita, pois uma pequena área do castelo estava em restauração. Vale ressaltar que a área sequer atrapalhava o passeio. Já visitamos inúmeros pontos turísticos e esse foi um dos poucos em que a usura não esteve marcadamente presente!

Castelo de Caernarfon - Pais de Gales - Reino UnidoMuralha vista do exterior

Castelo de Caernarfon - Pais de Gales - Reino UnidoMuralha vista do exterior

Castelo de Caernarfon - Pais de Gales - Reino UnidoPátio interno visto do alto da muralha

Castelo de Caernarfon - Pais de Gales - Reino UnidoPátio interno visto do alto da muralha

Castelo de Caernarfon - Pais de Gales - Reino UnidoEagle Tower, a torre imponente

Chovia muito quando seguimos para Shrewsbury, onde fizemos um rápido jantar e descansamos. Infelizmente não tivemos tempo de passar por dentro da Snowdonia National Park, um belíssimo parque natural com lagos, praias e florestas. Se tiver tempo, fica a dica!

Acordamos cedo e pegamos a A49 rumo ao sul do país, passando por dois castelos em ruínas – Grosmont e Skenfrith. Ainda que não tenha ocorrido desvio do caminho, comparado aos castelos do dia anterior e considerando que já tínhamos passado pelo Denbigh, não valeu a pena.

Castelo de Grossmont - Pais de Gales - Reino UnidoGrosmont Castle

Castelo de Skenfrith - Pais de Gales - Reino UnidoSkenfrith Castle

Chegamos no final da manhã à nossa última visita no interior do País de Gales: o Castelo Caerphilly, o segundo maior castelo britânico. Localizado na cidade de Caerphilly – famosa também por seu queijo – esse belo castelo construído por Gilbert de Clare, serviu de exemplo para o modelo de segurança adotada por Edward I em Beaumaris – “muralhas dentro de muralhas” -, aliada a um excelente sistema de defesa através dos lagos artificiais. Consideramos o mais conservado de todos os castelos que visitamos!

Castelo de Caerphilly - Pais de Gales - Reino UnidoExterior

Castelo de Caerphilly - Pais de Gales - Reino UnidoEntrada

Castelo de Caerphilly - Pais de Gales - Reino UnidoEntrada com a famosa torre colapsada à esquerda pela mudança do nível da água dos lagos artificiais

Castelo de Caerphilly - Pais de Gales - Reino UnidoPassando pelo segundo lago artificial

Castelo de Caerphilly - Pais de Gales - Reino UnidoPátio interno

Castelo de Caerphilly - Pais de Gales - Reino UnidoPátio interno

Castelo de Caerphilly - Castelos no Pais de Gales - Reino UnidoInterior do castelo

Seguimos por mais 10 km para desfrutar o resto do dia em Cardiff (veja aqui). Se tiver mais tempo, não deixe de visitar o Castelo Coch, um moderno castelo em estilo gótico bem próximo à cidade, construído como “casa de campo” para um rico marquês.

Gostou do roteiro e das dicas? Faça suas reservas pelas caixas de pesquisa na lateral, nos links ao longo do post ou clique para reservas de hospedagem no Booking ou aluguel de carros no RentalCars. Você não paga nada a mais por isso e nos ajuda a manter o site. Obrigado!


Precisa de orientação para montar um roteiro inesquecível pelo País de Gales (ou Reino Unido)? Quer ajuda em reservas de hotéis, aluguel de carros, passagens de avião, ônibus ou trem? Quer montar um roteiro 100% personalizado e tornar sua viagem inesquecível? Visite nossa página de Roteiros Personalizados ou deixe sua mensagem abaixo.

Gostou do post? Compartilhe!

Thiago Carvalho

Carioca, casado, 30 anos, médico, amante da natureza e apaixonado por viagem, de Itaipava no fim de semana ao Bungee Jumping na Nova Zelândia. Volta de uma viagem com o roteiro pronto para a próxima.

Você pode gostar...

2 Resultados

  1. Gostei Thiago. Viajo em outubro para Cheltenhan e dai seguiremos para o Pais de Gales. Pelas leituras, primeiramente visitaremos Cardiff e Caerphlly a seguir Saints Davids para, apos passagem em Swansea, fazer um tour maritimo.. Em seguida iremos para o norte em direçaõ ao parque de Snowdonia . Cogitamos visitar os castelos de Harlech, Caernarfon, Beaumaris e Conwy, tambem visitar Llandudno. Ainda pelas leituras possivelmente não teremos dificuldades em encontramos transportes e outras facilidades para realizar esse periplo. Descartamos o uso de automovel face ao volante do lado direito e tambem pela idade dos viajantes. Gostariamos de uma apreciação de nossas pretençoes e ficaremos muito satisfeitos e agradecidos por nos proporcionar um roteiro melhor e mais condizente para uma visita bem agradavel. Obrigado pela atençao.

    • Bom dia Laudo.
      Antes de tudo obrigado pelo contato. Tenho certeza de que irão adorar a viagem!
      O roteiro parece formidável, mas precisaria saber quantos dias terão para poder opinar sobre o número de atrações em um determinado tempo.
      Quanto ao deslocamento compreendo optarem por não alugar o carro, mas pretendem viajar com alguma empresa de turismo ou de trem/ônibus?
      Ficamos no aguardo e desejamos uma ótima semana.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

error: Reprodução ou cópia não autorizada!